Publicidade
Manaus
CONFUSÃO

Presos feridos em motim na Cadeia Raimundo Vidal são levados a hospitais

Os familiares, que fazem vigília em frente ao local, ouviram um barulho forte dentro da unidade por volta das 18h. O policiamento foi reforçado 08/01/2017 às 20:06 - Atualizado em 08/01/2017 às 22:11
Kelly Melo Manaus

Sete presos, feridos em motim na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, durante a madrugada, foram levados aos hospitais João Lúcio e 28 de Agosto na noite deste domingo (9), sem ferimentos graves. Os familiares, que fazem vigília em frente ao local, ouviram um barulho forte dentro da unidade por volta das 18h. Em seguida, foram chamadas quatro ambulâncias do Samu e o policiamento foi reforçado.

O Secretário de Administração Penitenciaria, Pedro Florêncio disse que não houve um novo motim e que os internos levados aos hospitais foram feridos no motim da madrugada deste domingo. "Os presos falaram que ficaram apanhando de outros internos e por isso precisaram ser removidos para hospitais. E pedimos apoio da Rocam para entrar e retirar os presos", comentou o secretário.

Antes de serem levados aos hospitais, quatro presos foram atendidos em uma das ambulâncias do Samu estacionada no pátio da Vidal, um deles estava com a cabeça enfaixada. O trânsito no local foi interditado.

Por volta das 21h deste domingo, os  sete presos foram levados para os Hospitais João Lúcio e 28 de Agosto para serem medicados, alguns em ambulâncias do Samu e outros em viaturas da PM. Segundo o Samu, nenhum dos internos apresenta ferimentos graves.

Os presos levados aos hospitais são: Luciano Ferreira Machado de Assis, Diomar Pequeno Souza, Paulo Victor Sadala Henrique, João Valério Mourão de Carvalho, Valder Rodrigues dos Santos Filho, Mateus da Silva Costa e Fábio dos Santos Taveira.

Quatro mortes na madrugada
Na madrugada deste domingo quatro internos foram mortos em rebelião na Vidal Pessoa. Os corpos de três deles foram identificados no início da noite deste domingo pelo Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC).

As vítimas foram identificadas como Tássio Caster de Souza, Rubiron Cardoso de Carvalho e Fernando Gomes da Silva. A quarta vítima ainda está sendo  examinada pelos peritos do DPTC

Publicidade
Publicidade