Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020
TRANSFERÊNCIA

Presos suspeitos de liderar massacre são transferidos para presídios federais

A Seap atualizou de 15 para 17 o número de transferidos, do Compaj e da UPP, mas alguns deles estavam no Ipat



e0cc64cb-62fd-4527-9567-36a543c9cf62.jpg (Foto: Antônio Lima)
11/01/2017 às 09:41

Dezessete detentos suspeitos de liderar o massacre em dois presídios de Manaus estão sendo transferidos para unidades prisionais federais, segundo informou a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). Conforme o secretário Pedro Florêncio, os detentos são do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), mas alguns deles estavam no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat). A Seap atualizou de 15 para 17 o número de transferidos.

Entre os transferidos está Márcio Ramalho Diogo, o “Garrote”, identificado como um dos “xerifes” do regime fechado do Compaj. Os detentos foram retirados das unidades prisionais ainda na noite de ontem, terça-feira (10), e levados para o Batalhão de Choque da Polícia Militar, situado na rodovia estadual AM-010. Neste momento, os presos aguardavam para serem submetidos a exame de corpo de delito para, em seguida, seguir viagem. A Seap ainda não informou quais unidades prisionais federais eles serão realocados.



De acordo com o secretário Pedro Florêncio, os detentos transferidos foram identificados como suspeitos de liderar a chacina durante investigações da Polícia Civil. No dia 1º de janeiro deste ano, 56 detentos foram assassinados no Compaj, na segunda maior chacina da história do País. No dia 2 de janeiro, mais quatro detentos foram mortos na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP). A maioria foi morta por decapitação e esquartejamento. Veja abaixo a lista dos detentos transferidos do Compaj e do Ipat.

Antes da chacina, outros 184 detentos fugiram de duas unidades prisionais da cidade: 112 escaparam do Compaj e 72 fugiram do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat). Desde a fuga, 73 foragidos foram recapturados, conforme último balanço divulgado até 14h de ontem (10) pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

Lista de transferidos

1. Adailton Farias da Silva (Compaj) – Artigo 121: Homicídio
2. André Said de Araújo (Compaj)  – Artigos 33, 35 e 157: Tráfico de drogas, associação para o tráfico e roubo
3. Cláudio Dayan Felizardo Belfort (Compaj) – Artigos 33, 157 e 16: Tráfico de drogas, roubo, e posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito
4. Demetrio Antônio Matias (Compaj) – Artigo 121: Homicídio
5. Eduardo Queiroz de Araújo (UPP) – Artigos 33 e 35: Tráfico de drogas e associação para o tráfico
6. Fábio Palmas de Souza (Compaj) – Artigos 121 e 33: Homicídio e Tráfico de drogas
7. Florêncio Nascimento Barros (Compaj) – Artigo 157: Roubo
8. Gileno Oliveira do Carmo (Compaj) – Artigo 33: Tráfico de drogas
9. Heuliton Cabral dos Santos (UPP) – Artigos 33 e 35: Tráfico de drogas e associação para o tráfico
10. Janes do Nascimento Cruz (Compaj) – Artigos 33 e 35: Tráfico de drogas e associação para o tráfico
11. João Ricardo Santos da Costa (Compaj) – Artigo 33: Tráfico de drogas
12. José Bruno de Souza Pereira (Compaj) – Artigo 157, parágrafo 3º: Latrocínio
13. Lenon Oliveira do Carmo (UPP) - Artigos 33 e 35: Tráfico de drogas e associação para o tráfico
14. Márcio Ramalho Diogo (Compaj) – Artigos 157 e 33: Roubo e Tráfico de drogas
15. Reginaldo Muller Neto (Compaj) – Artigo 33: Tráfico de drogas
16. Rivelino de Melo Muller (Compaj) – Artigo 33: Tráfico de drogas
17. Wilson Guimarães Fernandes (Compaj) – Artigo 121: Homicídio


Mais de Acritica.com

20 Jan
trans_8C3DB8BB-BCF9-43E8-B068-3BED79D3DBF5.JPG

Mutirão retifica nomes e assegura identidade de travestis e transsexuais

20/01/2020 às 20:27

Como o procedimento feito diretamente no cartório não é tão simples (a lista de documentos exigidos é extensa) e nem sempre é barato (custa em média entre R$350 a R$ 400), a ação visa não somente facilitar a vida das pessoas transexuais que desejam alterar o nome e gênero de registro em sua documentação de nascimento, como também vai acompanhar e custear a certidão de tabelionato de protestos


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.