Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
alto padrão imobiliário

Edifício Everest fica em região estratégica entre o Centro e Adrianópolis

Prestes a ser inaugurado pela SKN Incorporadora, o Everest conta com 21 andares e 104 apartamentos com tamanhos que vão de dois a quatro dormitórios e mais cobertura com duplex. Há plantas de 69m², 118m², 96m², 87m² a 132m²



skn_1_D89B17B8-D539-427C-99FD-A98EBE84E894.JPG Nas áreas comuns estão as piscinas adulto e infantil, academia, quadra, espaços gourmet e festa. Foto: Divulgação
15/10/2019 às 10:24

O momento certo para comprar imóveis de alto padrão do mercado imobiliário manauense é sem dúvida neste segundo semestre. O público A e B não enfrenta crise e prioriza na hora de morar bem. Além da confiança na economia ter aumentado nos últimos meses, os bancos entraram numa corrida para baixar os juros do financiamento imobiliário, com a queda da Taxa Selic. Assim, novos lançamentos previstos até dezembro entram nessa esteira, formando um horizonte completo para um bom negócio.

O próximo empreendimento a ser inaugurado será o Everest, da SKN Incorporadora. O investimento do tipo residencial será o mais alto da cidade nesse porte, com 21 andares e 104 apartamentos com tamanhos que vão de dois a quatro dormitórios e mais cobertura com duplex. Há plantas de 69m², 118m², 96m², 87m² a 132m².



A cobertura possui quatro duplex com jacuzzis na varanda, totalizando espaço de 278 metros quadrados.

O edifício, situando-se na rua Emílio Moreira, Praça 14, conta com três andares subsolos para estacionamento e térreo, disposto na novas diretrizes do plano diretor para Manaus.

A entrega tem previsão para a próxima quinta-feira (17), com uma cerimônia para comemorar 85% das unidades vendidas. Para o diretor da SKN, Eduardo Han, o fator mais interessante do empreendimento é a localização. “Ele está próximo à avenida Boulevard Álvaro Maia, que foi recentemente revitalizada, e estava carente de desenvolvimento imobiliário. Fica na divisa entre o Centro e de Adrianópolis, área nobre de Manaus”, ressaltou.

A posição do empreendimento dá acesso aos principais pontos da cidade, como hospitais, salas comerciais, escolas e avenidas, a exemplo das avenidas Djalma Batista e Constantino Nery. O paisagismo foi assinado pelo escritório gaúcho Takeda. Os amazonenses Paulo Lindenberg e Cristiana Sotto Mayor fizeram o projeto arquitetônico e as áreas comuns e interiores, respectivamente.

Por dentro Atualmente, o prédio está na revisão para a entrega, nas fases de limpeza, rejunte e repintagem. As chaves têm previsão de entrega a partir do dia 21 de outubro. O padrão de construção usa materiais como porcelanato e cerâmica que revestem desde os apartamentos menores até a cobertura, obedecendo a mesma estrutura.

As áreas comuns oferecem academia, brinquedoteca, quadra poliesportiva, espaços gourmet e festa, piscinas adulto e infantil.

Dentro da tendência de mercado, o espaço ‘pet care’ é uma das novidades do portfólio do imóvel, expandindo a conveniência aos moradores.

A área em torno do prédio compreende quase 100 metros quadrados. Ainda assim, o engenheiro chefe Klinger Mangueira apresentou um método inovador na construção do empreendimento que ganha mais atenção: lajes protendidas.

“O benefício são lajes feitas de cabo de aço, o que diminui a quantidade de pilares dentro do apartamento. Então, dá para o cliente abrir um leque de opções em reforma, podendo derrubar todas as paredes e reformar do jeito que quiser. Diferente da alvenaria limitada em vigas em prédios convencionais, os pilares são na extremidade”, explicou.

O Everest dispõe de plantas de 69m² até 132m², além de cobertura, de acordo com necessidade do cliente.

Comentário: Henrique Medina, diretor da indústria imobiliária da Ademi

A crise afetou a venda de empreendimento de todas as áreas, sem exceção. Da classe A à D. O que temos percebido é a velocidade de vendas do mercado de forma geral. Esse incremento se dá por vários fatores, e o primeiro é as vendas de produtos de alto e médio padrão despontarem, ocorrendo pelo aumento da confiança do consumidor nos últimos meses. Projetamos crescimento para até o fim do ano de 50%, nessa linha. Vendemos algo em torno de R$ 600 milhões no ano passado e queremos chegar a R$ 900 milhões. As condições de juros e crédito também vão além da confiança. O mercado se prepara para o fim do ano ter um bom número de empreendimentos de médio e alto padrão, com quatro a cinco lançamentos. Ano passado não teve um.

Serviço

O que: Novo edifício Residencial Everest

Onde: Rua Emílio Moreira, 1822, Praça 14, no dia 17/10

Contato: (92) 3584-5678 ou no escritório de vendas presencial no endereço do prédio

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.