Publicidade
Manaus
ALERTA

Prevenção ao câncer: órgãos de saúde iniciam ações do Outubro Rosa em Manaus

Tradicional campanha busca sensibilizar população para os cuidados e prevenção do câncer de mama. No Amazonas, ação é estendida ao câncer de colo uterino, pela alta mortalidade no Estado 01/10/2018 às 20:19
Show whatsapp image 2018 10 01 at 19.02.36 3316fcc0 2b68 483b 986a 2e21c0df47dd
Teatro Amazonas recebeu iluminação rosa em alusão à campanha mundial, que só encerra no fim do mês. Foto: Antônio Lima
Priscila Rosas Manaus (AM)

As entidades e órgãos voltados à saúde da mulher deram início, nesta segunda-feira (1º), em Manaus, à já tradicional campanha “Outubro Rosa”, o mês de sensibilização da população para os cuidados e prevenção do câncer de mama. A ação é mundial e tem programação ao longo de todos os dias do mês. No Amazonas, ela é estendida ao câncer de colo uterino, por ser o de maior incidência e mortalidade entre as mulheres no Estado. 

O movimento nacional é promovido pela Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama) e ONGs filiadas à entidade. Este ano foi criada a hashtag  #compartilheasualuta para que mulheres e familiares que lutam contra a doença possam partilhar suas experiências nas redes sociais. O movimento tem o apoio da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).

A primeira ação foi feita hoje pela FCecon no Terminal de Integração 4, na avenida Camapuã, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste. A equipe realizou ações de prevenção no ônibus rosa articulado da empresa de transportes urbanos Eucatur. Também houve distribuição de materiais educativos e realizações de palestras sobre a importância do autoexame e de se fazer o exame preventivo em um estande na garagem da empresa, localizada na mesma avenida. Outras ações desse tipo acontecerão nos dias 15 e 23.

As coletas de exames preventivos (Papanicolau) e de mamografias nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) serão intensificadas e palestras serão realizadas em escolas da capital e do interior.  A expectativa dos organizadores é de que as ações ocorram em mais de vinte municípios, entre eles: Manaquiri, Eirunepé, Itacoatiara, entre outros.  

Hoje, no fim da tarde, houve a cerimônia de abertura do Movimento Mundial Outubro Rosa, na sede da Liga Amazonense Contra o Câncer (Lacc), localizada no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste, realizada pelas ONGs Rede Feminina de Combate ao Câncer e Centro de Integração Amigas da Mama (Ciam), ambas filiadas à Femama. O prédio foi iluminado de rosa. 

O Grupo de Apoio às Mulheres Mastectomizadas da Amazônia (Gamma) fez a abertura às 19h30min, na Faculdade Fametro, no bairro Chapada, Zona Centro-Sul, com apresentações de Vítor e Vitória e dança do ventre. O tema desse ano é #prevençaoavida.

O Município abriu a programação às 18h30, na sede da Subsecretaria de Políticas Afirmativas para as Mulheres,  no conjunto Duque de Caxias, bairro Flores, Zona Centro-Sul, com distribuição de materiais informativos para a conscientização sobre o tema.

Durante a campanha, ganharão iluminação rosa prédios como o Teatro Amazonas, da sede da  FCecon, Fundação Alfredo da Matta e Lacc, entre outros.

Câncer de mama é o que mais mata

O câncer de mama é o que mais mata no mundo. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, respondendo cerca de 28% dos casos novos a cada ano. Em 2018, a estimativa é de 59,7 mil novos casos. Já foram contabilizadas 14.388, no último levantamento do instituto, sendo 14.206 mulheres e 181 homens.

Já o câncer de colo de útero é causado pela infecção persistente de alguns tipos de Papilomavírus Humano (HPV). É o terceiro tumor mais frequente entre mulhres, atrás do câncer de mama e do colorretal, e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. O Inca estima 16.370 novos casos no País em 2018. Já foram 5.430 mortes pelo Inca neste ano no Brasil.

Os dados divulgados pelo Inca indicam que o Amazonas deve registrar neste ano 420 casos de câncer de mama e 840 de câncer de colo do útero neste ano.

Publicidade
Publicidade