Publicidade
Manaus
Manaus

Prevenção: Seap irá adotar medidas para prevenir possíveis fugas em massa no Natal

Para evitar fugas de detentos em unidades prisionais do Amazonas, Seap vai aumentar o número de agentes penitenciários e monitorar os líderes do crime 22/12/2015 às 10:36
Show 1
Pedro Florêncio destacou que as mudanças vidam melhor funcionamento das unidades
joana queiroz Manaus (AM)

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) está se articulando para prevenir ou conter prováveis rebeliões que estão marcadas para acontecer no Natal. Além de rebeliões, fugas em massa também estão previstas. A informação policial é que a ordem que chegou aos presídios é para que os internos de todas as unidades resistam às mudanças que estão sendo implantadas no sistema.

Desde que houve a mudança de gestor, várias coisas aconteceram, como a retirada de materiais que tinham a entrada proibida além dos excessos como uma grande quantidade de ventiladores fora do tamanho permitido, tintas e massa corrida que foi comprada por um dos xerifes da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) para reformar as celas.

Mas a principal delas foi a demolição da cela diferenciada que servia de morada para o traficante José Roberto Carioca o “Zé Roberto da Compensa” que será transformada em uma cinemateca e sala de reunião para os internos.

Como ações preventivas para evitar rebeliões e fugas a Seap  está trabalhando para aumentar o número de agentes penitenciários nas unidades prisionais, fazendo o monitoramento das principais lideranças e de visitas que possam ir às unidades, e ainda reforçando a segurança externa que é feita por policiais Militares, principalmente daqueles que ficam nas guaritas no alto das muralhas.

De acordo com o secretário da Seap, Pedro Florêncio Filho as mudanças que vêm acontecendo no sistema tem com o objetivo melhor o funcionamento das unidades, garantir com o que o apenado cumpra a sua pena com dignidade e tratamento humanitário e o tratamento igualitário para todos os internos com um melhor atendimento para eles e seus familiares.

Humanizar o sistema é uma das metas de Pedro Florêncio. Uma de suas intenções é realizar revistas nas unidades prisionais apenas com os agentes penitenciários da unidade e com o pessoal da Coordenação do Sistema Prisional (Cosip), sem a presença dos policiais do Batalhão do Choque da Polícia Militar. No mês passado foi feita uma revista na cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa nesses moldes e o resultado foi positivo na opinião de Pedro Florêncio.

Outras medidas tomadas pela Seap

- Melhorias do atendimento às visitas promovendo espaço físico  adequado ee intempérias;

- Coordenar a participação das instituições religiosas mo atendimento aos apenados, egressos e seus familiares;

- Realização de parcerias com a iniciativa privada para ainstalação de fábrica nas dependências das unidades prisionais;

- Ampliar a oferta de cursos e serviços aos internos das unidades prisionais  por meio de parcerias com instituições de ensino.


Publicidade
Publicidade