Publicidade
Manaus
FRIAGEM chega na capital

Previsão do tempo aponta para mais chuvas nos próximos dias em Manaus

Neste fim de semana, as mínimas variam entre 21ºC e 22ºC, enquanto as máximas não passam dos 26ºC. A probabilidade de chuva nesse período é de 80% 29/04/2016 às 18:17
Show 1069738
A probabilidade de chuvas para os próximos dias chega a 90% de chances, em Manaus (Foto: Euzivaldo Queiroz)
Alexandre Pequeno Manaus (AM)

A friagem que atingiu o País nos últimos dias deve continuar afetando os manauaras. As altas probabilidades de chuva para os próximos dias, que chegam a 90%, prometem esfriar ainda mais a capital. É o que apontam as estatísticas do site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). No interior do Amazonas, as mínimas devem chegar a 15ºC em alguns municípios do Sul.

Neste fim de semana, as mínimas variam entre 21ºC e 22ºC, enquanto as máximas chegam a 26ºC. A probabilidade de chuva nesse período é de 80%.

Na próxima semana, os manauaras devem continuar preferindo as roupas mais pesadas para enfrentar o "tempo frio". Até a quinta-feira (5), as previsões do tempo apontam para mínimas entre 21ºC e 22ºC, enquanto as máximas não devem passar de 31ºC. Na maioria dos dias, a probabilidade de chuva é alta, entre os 80%. Na quinta e sexta-feira, a probabilidade de chuvas na capital atinge seu ápice, com 90% de chances.

O metereologista do Instituto Nacional de Meteorologista (Inmet), Gustavo Ribeiro, explicou que o fenômeno ''friagem'' é comum nesse período do ano e faz com que haja uma queda brusca de temperatura em estados como Acre, Rondônia e Sul do Amazonas e ocorre nos meses mais frios dos estados do Sul do Brasil, que vai do final de abril ao início de setembro.

O meteorologista Ivan Saraiva do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) explicou que a friagem ocorre devido a penetração das massas de ar frio mais intensas e, neste caso, a massa de ar frio vem provocando queda das temperaturas em cidades do Sul e Sudeste do Brasil. Em consequência disto, Manaus recebe o "rescaldo" do frio.

Publicidade
Publicidade