Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019
FINAL FELIZ

Primeiro a chegar em assalto a lotérica, policial militar agradece livramento de morte

A foto do sargento ajoelhado diante de uma viatura teve grande repercussão. Ele conta que a sua viatura recebeu um tiro de escopeta



policial_agradecendo_ADCA4DE5-BD69-4D99-8802-689DE58D09FF.JPG O sargento conta que o encontro com a família após o caso, foi emocionante (Foto: Márcio Silva)
15/10/2018 às 12:09

Passando quase 48 horas do assalto a lotérica na avenida Grande Circular, na Zona Leste de Manaus, o policial militar Júnior Monteiro do Nascimento, afirmou que ainda não conseguiu dormir e seu corpo treme por conta da ocorrência do último sábado (13). A foto do sargento ajoelhado diante de uma viatura teve grande repercussão nas redes sociais no fim de semana.

A viatura de Júnior foi a primeira a chegar no local do assalto, onde cinco assaltantes faziam 25 pessoas de refém. “Estávamos fazendo patrulhamento pelo local quando nos deparamos com a situação”, contou o militar.



De acordo com o policial, assim que parou a viatura próximo a lotérica, o veículo recebeu um tiro de escopeta que por pouco não acertou a guarnição. “Naquele momento eu vi a proteção de Deus na minha vida”, disse.

O sargento afirmou que pediu apoio e enquanto este não chegava, ele e um colega fizeram a prisão do criminoso que estava do lado de fora. Ele lembra que permaneceu no local até o fim da ocorrência. No final se ajoelhou e agradeceu a Deus por ter preservado a própria vida, dos colegas e das pessoas de bem.

O policial que é casado, além de pai de três filhos, relatou que o encontro com a família após o fim do caso, foi marcado por muita emoção. "Nos abraçamos, choramos e mais uma vez agradecemos pelo livramento", completou o rapaz, acrescentando que não tem religião e apenas acredita em Deus.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.