Sexta-feira, 30 de Julho de 2021
REPAROS

Primeiro trecho de obras de recuperação da BR-319 irá custar R$ 165,7 milhões

Ministério da Infraestrutura iniciou 'mobilização inicial' para antecipar ao máximo trabalhos que antecedem as obras, como estoque de materiais (brita, areia e insumos), máquinas, canteiro e usina de asfalto.



TRECHOBR_D9F00EB2-D721-48B0-BA72-2878EC4ECF7F.jpeg
15/06/2021 às 15:58

A primeira parte das obras de restauração da BR-319 irão custar ao Governo Federal um montante de R$ 165,7 milhões. As obras compreendem a um trecho de 52km, entre os quilômetros 198 e 250 da rodovia que liga Manaus a Porto Velho.

Nesta terça-feira, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, publicou vídeos das máquinas sendo levadas para os pontos onde as obras vão acontecer. O ato foi chamado de 'mobilização inicial' para antecipar ao máximo trabalhos que antecedem as obras, como estoque de materiais (brita, areia e insumos), máquinas, canteiro e usina de asfalto.

A intenção é que, tão logo comece o chamado 'verão amazônico', onde as chuvas tendem a cessar na região, a pavimentação do trecho comece já com sua capacidade máxima de execução. Segundo o ministério, uma estratégia similar foi adotada na BR-163, no Pará. "Uma mobilização para, após liberação da primeira leva de projetos, ter início imediato, aproveitando ao máximo a janela climática", destaca texto do Ministério.

O contrato para a obra foi assinado em dezembro do ano passado, dois meses depois que o ministro havia visitado Humaitá, município no Amazonas por onde passa a rodovia. O primeiro trecho a ser pavimentado é conhecido como 'Lote Charlie' e vai do quilômetro 198 ao 250 da rodovia.

Em publicação no Twitter, o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos, fez elogios aos esforços do ministro para a retomada das obras, mas afirmou que é preciso cautela, uma vez que o trecho mais problemático da rodovia ainda não está com a documentação necessária para ser pavimentado. "O problema da BR-319 sempre foi esse trecho do meio, ainda sem licenciamento".

O chamado trecho do meio tem mais de 100 quilômetros de extensão e ainda carece de licenciamento ambiental para que possa ser recuperado.



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.