Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
2020 - 2021

Procurador da Maus Caminhos assume comando do Ministério Público Federal no AM

Thiago Pinheiro Corrêa foi aclamado por unanimidade durante votação entre os procuradores. Novo chefe do MPF teve aprovação do Procurador-Geral da República, Augusto Aras



ProcuradorThiagoCortada_1E417F13-0B26-4026-944F-6F19BF2042A6.jpg Foto: Divulgação
07/10/2019 às 10:37

O procurador da República que conduziu a Operação Maus Caminhos, Thiago Pinheiro Corrêa, foi nomeado para o cargo de procurador-chefe do Ministério Público Federal no Amazonas (MPF-AM). Ele substitui o procurador Edmilson da Costa Barreiros Júnior no comando do órgão de investigação a partir desta semana. O mandato de procurador-chefe é de dois anos.

A indicação da nova chefia entre os procuradores lotados no estado se deu por meio de aclamação, já que houve apenas uma chapa inscrita, e foi confirmada pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, que confirmou a nomeação. A chefia das unidades do MPF é um cargo de caráter administrativo. O procurador-chefe tem atribuição de dirigir, coordenar e supervisionar as atividades da Procuradoria da República, principalmente em questões administrativas.



Entre as atividades do procurador-chefe estão a gestão dos recursos financeiros e humanos e a responsabilidade por contratos, convênios, projetos, acordos institucionais ou ajustes de interesse da unidade. 

Operação Maus Caminhos

Thiago Pinheiro Corrêa é membro do Ministério Público Federal desde 2014. Natural do Rio de Janeiro, tem 31 anos e desde janeiro de 2017 atua como procurador da República no Amazonas como titular de um dos ofícios do Núcleo de Combate à Corrupção. É pós-graduado em Direito pela Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) e atualmente está concluindo mestrado em Direito pela Universidade Católica de Brasília (UCB).

Entre novembro de 2014 e dezembro de 2016, exerceu suas funções na Procuradoria da República no Município de Cruzeiro do Sul, no Acre, onde integrou o grupo de controle externo da atividade policial durante o ano de 2016.

No Amazonas, Thiago Corrêa atuou como procurador regional eleitoral auxiliar durante as eleições suplementares de 2017 e nas eleições de 2018, além de integrar a Força-Tarefa da Operação Maus Caminhos, que levou à prisão um grupo criminoso que desviava recursos públicos por meio de contratos milionários firmados com o governo do Estado do Amazonas.

A partir da primeira fase, cujo alvo principal girava em torno do uso do Instituto Novos Caminhos (INC) para realização dos desvios, surgiram novos fatos e repercussões que levaram o caso a figurar na lista das mais significativas atuações do Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas, no combate à corrupção.

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.