Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
BAIXO DESEMPENHO

Produção industrial no AM fecha mês de julho com pior queda do país

Com queda de -6,2% na produção, o Amazonas ficou em 14º lugar entre os 14 estados que participaram da pesquisa. Bebidas, produtos de metal e impressão foram um dos responsáveis pelo baixo desempenho



show_producao-industrial_67254941-8414-475D-AD59-D5D4D14F83F2.jpg Foto: Arquivo/Ac
10/09/2019 às 17:38

Em julho, a produção industrial amazonense caiu -6,2% em relação ao mês anterior, na série com ajuste sazonal. O resultado negativo veio depois de dois meses seguidos de crescimento, em junho o crescimento foi de 1,7%. O desempenho colocou o estado na última posição no ranking nacional, considerando as catorze unidades da federação que participam da pesquisa. Este grupo foi liderado pelo estado do Rio de Janeiro 6,8%. Os números foram divulgados nesta terça-feira (10), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com junho de 2018, o crescimento foi de apenas 0,3%, e colocou o estado na oitava posição dentro do mês. O primeiro lugar coube as indústrias paranaenses e cariocas (4,8%) e o Pará ficou com a terceira posição (3,4%).

Na variação acumulada no ano de 2019, a indústria amazonense manteve -0,6%, praticamente o mesmo valor de mês anterior (-0,7%). Mostrando que julho não colaborou para a melhora do indicador e desempenho anual. Este grupo está liderado pelo Paraná, onde a indústria já cresceu neste ano 7,2%; seguido do Rio Grande do Sul com 6,9% e de Santa Catarina com 4,2%. Os piores desempenhos de 2019, em julho, ficaram com Espírito Santo (-12,2%), Minas Gerais (-4,7%) e Mato Grosso (-4,2%).

Já o desempenho do estado nos últimos doze meses, em julho, ficou em -3,0%. Em julho do ano passado, este mesmo indicador apontava 10,9% de crescimento; fechando o ano passado com um crescimento de 4,5%.

Cinco atividades da indústria local tiveram bom desempenho em junho: Maquinas e equipamento (117,4%), derivados de petróleo (18,8%), informática, eletrônicos e óticos (28,8%), Indústria extrativa (1,3%). Impressão e reprodução de gravações (-23,1%) Maquinas e equipamentos e materiais elétricos (-0,7%), produtos de metal (-14,3%) e bebidas (-24,8%); foram a atividades com desempenho negativo no mês de junho.

Entre os produtos com desempenho positivo, destaque para: na fabricação de ar condicionados (todos os tipos), terminais de autoatendimento, televisão, celular, maquinas automáticas, gasolina, óleo combustível, gás e gás natural. Já os com desempenho negativo: discos de vídeo DVDs, alarmes, condutores, garrafas plásticas, motocicletas e peças para moto.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.