Publicidade
Manaus
CRIME NO TRÂNSITO

Professor que matou motociclista atropelado responderá pelo crime em liberdade

O professor universitário de 45 anos responderá pelos crimes de embriaguez ao volante, homicídio culposo e lesão corporal culposa em liberdade 30/07/2017 às 17:17 - Atualizado em 30/07/2017 às 17:55
Show show sad
(Fotos: Jander Robson)
Isabelle Valois Manaus (AM)

O professor universitário Mário Cabral dos Santos, 45, envolvido no acidente de trânsito que resultou na morte do soldador Anderson Soares, 24, responderá pelos crimes embriaguez ao volante, homicídio culposo e lesão corporal culposa em liberdade. A decisão foi tomada durante a audiência de custódia na tarde deste domingo (30), pelo juiz plantonista do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM).

Na decisão, o flagrante foi homologado concedida a liberdade desde que se cumpra as condições impostas no artigo 319 do Código Processo Penal (CPP), nos incisos 1, 2 e 4.

O primeiro é o comparecimento periódico em juízo, no prazo e nas condições fixadas pelo juiz, para informar e justificar atividades. O segundo é a proibição de acesso ou frequência a determinados lugares quando, por circunstâncias relacionadas ao fato, deva o indicativo ou acusado permanecer distante desses locais para evitar o risco de novas infrações.

O quarto inciso é a proibição de ausentar-se da Comarca quando a permanência seja conveniente ou necessária para a investigação ou instrução.

Entenda o caso

Mário dirigia o Prisma de placas NOX 4025 e atingiu Anderson que estava em uma motocicleta com a cunhada Késia Amaral Gomes. Informações coletadas pelo 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP) afirmam que o professor estava dirigindo embriagado. O teste do bafômetro indicou 0,73 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões, quando a tolerância para configuração de crime de embriaguez ao volante é de até 0,34 miligramas, indicado no artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

De acordo com a polícia, Mário saiu do retorno na Alameda Cosme Ferreira, no Coroado, Zona Leste, próximo a feira do bairro e atingiu a moto. O baque imprensou o veículo junto a uma carreta. Anderson que pilotava a moto, morreu no local e a cunhada foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada ao Hospital Pronto-Socorro João Lúcio.

Publicidade
Publicidade