Publicidade
Manaus
Imunização

Professores municipais de Manaus vão ser vacinados contra gripe neste sábado (24)

A imunização será feita nas UBSs da cidade e será destinada somente aos professores que não receberam a dose da vacina no mês de julho desde ano 22/09/2016 às 15:54
Show vacina 4
A dose da vacina protege contra três subtipos do vírus da gripe: A (H1N1), A (H3N2) e influenza B
acritica.com

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) informa a todos os professores do município que a vacina contra a influenza estará disponível a todos os educadores da rede municipal neste sábado, 24, nas Unidades Básicas de Saúde, da Prefeitura de Manaus. A imunização é destinada somente aos professores que não receberam a dose da vacina no mês de julho desde ano.

A dose da vacina protege contra três subtipos do vírus da gripe – A (H1N1), A (H3N2) e influenza B. Segundo o Ministério da Saúde a vacina é considerada uma das medidas mais eficazes na prevenção de complicações e casos graves de gripe.

De acordo com a gerente de Ações Complementares e Programas Especiais da Semed, Dircélia Ortiz, no mês de julho foram imunizados aproximadamente três mil professores na primeira etapa da vacinação e, agora, a expectativa é atingir pelos menos 80% do total do número estipulado no inicio da campanha deste ano.

“A ideia é que nesta última chamada, realizada pela (Secretaria Municipal de Saúde) Semsa, possamos alcançar mais 40% da meta prevista, que é torno de 7mil professores que precisam ser imunizados”, explicou, acrescentando que a Campanha é importante para contribuir com saúde pública e proteger os educadores, que estão no grupo de risco, principalmente contra a gripe H1N1.

A vacinação acontecerá no período de 8h às 17h, sem intervalo de almoço, em 150 UBS, localizadas  em diferentes  zonas da cidade. Para receber a vacina é necessário que o professor apresente um contracheque original, o crachá (caso tenha) e um documento de identificação pessoal com foto.

Efeitos

Em algumas pessoas a vacina apresenta algumas reações. As mais comuns são vermelhidão e dor no local de aplicação, que ocorrem nas primeiras 72 horas após a vacinação. Apenas 1% das pessoas vacinadas apresentam episódios de febre após a imunização. Pessoas que tenham alergia a ovo devem informar o fato ao profissional de saúde antes de receber a vacina, já que a proteína é utilizada na produção do medicamento.

Publicidade
Publicidade