Publicidade
Manaus
Cotidiano, Educação, Seduc, Programa Mais Educação, Governo Federal

Programa ‘Mais Educação’ credencia mais de 150 escolas da rede estadual no AM

Programa que já é aplicado em 303 escolas da rede estadual do Amazonas amplia a jornada educacional de quatro para sete horas  14/03/2013 às 12:43
Show 1
Estudantes participam de atividade musical do Programa Mais Educação
acritica.com Manaus

A ampliação da jornada escolar de quatro para sete horas, por meio do programa federal ‘Mais Educação’ pode chegar a mais de 80% das escolas públicas estaduais neste ano de 2013. Desenvolvido atualmente em 303 unidades de ensino da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), as ações do programa habilitou recentemente mais 154 escolas do Amazonas para receber as ações. 

As mais de 150 unidades de ensino da rede estadual que foram recentemente pré-selecionadas pelo Governo Federal têm até o dia 31 de março para confirmar a adesão ao programa. A lista das unidades de ensino pode ser acessada no portal do Ministério da Educação e a confirmação, por parte dos gestores deve ser feita no site www.simec.mec.gov.br

Conforme a representante da Seduc e coordenadora estadual do ‘Mais Educação’, Maria Cristiany Gonçalves, até esta quinta-feira (17), 74 das 154 escolas amazonenses habilitadas já confirmaram a adesão.

“As escolas que confirmaram a participação até aqui são as que, por exemplo, já conseguiram demonstrar que estão com as prestações de contas de outros programas federais aprovadas”, disse.

Segundo Maria Cristiany, o procedimento para confirmar a adesão é simples, bastando ao gestor da escola selecionada acessar o portal do ‘Simec’ na internet e realizar o cadastro da sua instituição.

O acesso ao Simec, segundo a coordenadora, é feito por meio de uma senha fornecida pela coordenação estadual do Mais Educação ao gestor da escola.

“As escolas recebem a senha, o gestor entra no site, insere os dados dele e do professor comunitário (que coordena o programa na escola) e as atividades que a escola vai realizar”, explica Maria Cristiany.

Em caso de dúvidas, o gestor pode ligar para a coordenação estadual do ‘Mais Educação’ no número 3614-2262. Os contatos do programa em Brasília são (61) 2022-9181/ 9187/ 9212.

Maria Cristiany explica que o ‘Mais Educação’ é um programa do Governo Federal, que visa aumentar a jornada escolar de alunos, por meio de atividades no contraturno, em áreas como educação, artes, cultura, esporte e lazer.

Das 34 mil escolas públicas pré-selecionadas para participar do programa neste ano, 154 são do Amazonas, onde 303 já recebem as atividades.

Interior 
Das 174 novas escolas pré-selecionadas para participar do Mais Educação neste ano, 134 são do interior do Estado. As outras 20 são de Manaus.

Pelo programa, o MEC repassa a verba para pagar os custos com o desenvolvimento das atividades do Mais Educação diretamente para as escolas que participam do programa. Os repasses financeiros são depositados na conta das associações de Pais, Mestres e Comunitários (APMC) das escolas inscritas. A verba cobre dez meses de atividades.

O dinheiro, que é administrado pelo presidente da APMC e pelo professor coordenador do Mais Educação na escola, é para ser utilizado, por exemplo, no pagamento de monitores das atividades do programa e na compra de material.

Recadastro
Após o cadastro das novas escolas no Mais Educação, que encerra no dia 31 de março, o MEC iniciará o recadastramento das escolas que já integram o programa.“Quando fechar o cadastro para as escolas novas, abre o recadastro para as escolas que estão no programa desde 2008, quando iniciou o Mais Educação”, informa Maria Cristiany.

Em todo o País, as escolas que integram o Mais Educação têm a maioria dos alunos atendida pelo programa Bolsa Família e apresentam baixo índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb). A meta do MEC é que a ampliação da jornada diária escolar para sete horas seja uma realidade em 45 mil escolas até o final de 2013.

Em 2008, quando o Mais Educação foi lançado, 19 escolas do Amazonas participaram do programa. Hoje são 303 unidades de ensino da rede estadual integradas ao programa, na capital e no interior.

‘Nota 10’
A Escola Estadual Euclides da Cunha, localizada no bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus, participa do Mais Educação desde 2010. Segundo a coordenação estadual do programa, a escola é exemplo nas atividades que realiza dentro do projeto.

A gestora da escola, Moema de Castro, diz que se tivesse que atribuir uma nota aos professores, monitores e alunos que participam do Mais Educação não poderia ser menor que dez. “É dez. O trabalho tem deixado os alunos motivados e mostrando mais interesse dentro de sala de aula. O trabalho é bem desenvolvido e os monitores são competentes”, elogia Moema.

Segundo a gestora, o interesse dos alunos pelas atividades do Mais Educação é tanta, que às vezes ela tem dificuldade para convencer os estudantes a irem para casa. “Tem aluno que gostaria de ficar aqui na escola o dia todo”, revela Moema.

Mas não basta vontade para participar das atividades do Mais Educação na Euclides da Cunha, ressalta Moema. Os estudantes têm que mostrar que merecem estar no programa. “O judô, por exemplo, que eles gostam muito, para participar, eles têm que demonstrar bom comportamento em sala de aula, fazer as tarefas e obter boas notas”, diz Moema.

Atualmente, dentro do programa Mais Educação, os alunos da escola Euclides da Cunha têm aula de judô, dança, tênis de mesa, xadrez e reforço em Português e Matemática. “Estamos querendo incluir esse ano atividades de Artes, para trabalhar com material reciclável”, comenta Moema.

Publicidade
Publicidade