Publicidade
Manaus
Arborização

Projeto ‘Arboriza Manaus’ deve realizar até o final do ano o plantio de 10 mil árvores

Um aspecto importante do plantio de mudas é o combate às ilhas de calor da cidade 05/07/2016 às 11:14
Show arboriza  o
A Semmas informou que com as atividades realizadas ontem, as mudas chegaram aos 40% do total destinado (Foto: Euzivaldo Queiroz)
Isabelle Valois

Manaus ganhou mais 170 mudas que foram plantadas em torno da Arena da Amazônia, Zona Centro-Oeste. Ontem foi a conclusão do replantio, quando foram colocadas 65 mudas no canteiro central da avenida do Samba.

O serviço faz parte da projeto “Arboriza Manaus” que deve, até o final do ano, realizar o plantio de 10 mil árvores em 58 logradouros públicos de 35 bairros da capital.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) é a responsável pelo replantio. A secretaria informou que com as atividades de ontem, as mudas chegaram aos 40% do total destinado.

Conforme o fiscal responsável em acompanhar o trabalho da recolocação das mudas, Marcelo Prado, o serviço precisa de uma atenção redobrada. “Há casos que precisamos retirar as camadas de asfalto, ter um adubo apropriado e colocar um suporte apropriado na muda para quando houver um vento de velocidade maior, a muda não venha cair”, comentou.

Conforme o fiscal, alguns dos casos é necessário realizar a retirada de mudas que não desenvolveram e estão mortas para ser recolocadas novas. “Quando é necessário retiramos algumas das mudas que não cresceram e nem desenvolveram. Desta vez estamos trabalhando em torno da Arena da Amazônia. O trabalho teve início na semana passada e será concluído hoje (ontem). São 170 mudas destinadas a serem implantadas nessa área. Desse total faltavam 65 que foram recolocadas no canteiro da avenida do Samba”, explicou Prado.

Outros pontos

A Semmas reforçou o plantio com a contratação de terceirizados para atuar nos logradouros públicos, com recursos do Fundo Municipal de Desenvolvimento e Meio Ambiente (FMDMA). O objetivo é realizar ações de arborização diariamente ao longo de todo o ano.

Em algumas situações, o plantio de mudas necessita da retirada de camada asfáltica do solo, a exemplo de alguns trechos das avenidas André Araújo, Djalma Batista, Constantino Nery e da própria Torquato Tapajós. Outro aspecto importante do trabalho é o combate às ilhas de calor da cidade.

Temperatura

Segundo estudos relacionados a esse fenômeno em Manaus, a Zona Norte é uma das regiões da cidade que apresentam as temperaturas mais altas, por isso, que a ação tem focado nos bairros dessa Zona.

Ações de combate às queimadas

O Grupo de Ações de Combate às Queimadas do Município, coordenado pela Semmas dará início hoje, ao trabalho de formação de agentes multiplicadores para o combate às queimadas. O primeiro encontro terá como público-alvo professores e gestores da rede municipal de ensino.

A formação faz parte da estratégia de trabalho adotada este ano, com a finalidade de ampliar o raio de abrangência das atividades de sensibilização sobre os malefícios causados pelas queimadas ao meio ambiente e à saúde humana.

Um calendário foi elaborado para as formações, que incluirão também outros grupos de servidores que lidam diretamente com a população, a exemplo dos conselheiros tutelares, agentes de saúde e de Defesa Civil, administradores de feiras e mercados e agentes de limpeza pública. O encontro desta terça-feira acontece na sede da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

 

Publicidade
Publicidade