Publicidade
Manaus
CAPACITAÇÃO

Curso de capacitação para pessoas com deficiência tem aula inaugural

Para esta primeira vez são 25 pessoas divididas em duas turmas que em 20 meses irão participar do curso técnico de em telecomunicações 29/04/2016 às 19:07
Show kjkhjkljjk
Foto: Euzivaldo Queiroz
Isabelle Valois Manaus (AM)

O projeto de capacitação técnica e comportamental direcionado a pessoas com deficiência, idealizado pelo Samsung Instituto de Desenvolvimento para a Informática da Amazônia (Sidia) em parceria com a Fundação Nokia de Ensino, teve a primeira aula inaugural na manhã desta sexta-feira (29). Para esta primeira vez são 25 pessoas divididas em duas turmas que em 20 meses irão participar do curso técnico de em telecomunicações.

A iniciativa recebe o investimento de R$ 1,7 milhão oriundo da verba de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico (P&D) que é regido pela Lei de Informática e vai contribuir para aumentar a empregabilidade e perspectiva de carreira para esses profissionais. O representante do Recursos Humanos (RH) da Sidia, Edmar Freitas, responsável por toda a origem da capitação disse que o intuito da ação é sensibilizar outras empresas para que possam fazer algo parecido.

“Esse público, de uma maneira não tem voz e nem vez lá fora se já é difícil para as pessoas ditas normais imagina para certas pessoas que tenham algum tipo de dificuldade ou necessidade. Acreditar no potencial dessas pessoas é o nosso dever, não estamos realizando a capacitação pensando em cumprir cota, mas nosso intuito é fazer com que essas pessoas possam fazer parte do mercado de trabalho e tenham a chance do crescimento profissional como todos têm essa oportunidade”, explicou.

Para Freitas, o investimento é considerado mínimo para tudo o que será colhido dessas pessoas. “Depois desse processo de capacitação, vamos disponibilizar profissionais qualificados em uma instituição que é totalmente reconhecida, por isso, que escolhemos a Fundação Nokia de Ensino e ficamos gratos por todo apoio e incentivo que estamos recendo”, disse.

Do total de 25 que iniciaram a capacitação, 10 já fazem parte do quadro de funcionários da própria Samsung, os outros 15 estão no aguardo de outras vagas e também a disposição para as demais empresas que estejam em buscas de profissionais dessas áreas. Todos passaram por um processo seletivo para saber o nível e se estavam preparados para receber a carga de conhecimentos que irão receber na fundação.

A Sidia também fez parceria com a Instituição Sister Special, que é responsável em trabalhar com todo processo humano tanto com capacitandos como também os familiares. O diretor-executivo do instituto, Robson Toagni informou que em Manaus aproximidamente 100 pessoas com deficiência passam pelo programa realizado pelo Sister Special.

A diretora de ensino e pesquisa da Fundação Nokia, Ana Rita Arruda, informou que a unidade está de portas abertas para receber outras propostas de outras instituições. “O Brasil precisa de técnicos qualificados e é por meio dessas iniciativas que conseguimos colocar pessoas da nossa região no mercado de trabalho. Estamos de porta aberta para receber propostas e planejar outros procedimentos que venham para melhorar e qualificar profissionais nossos que servirão ao país e ao mundo”, reforçou.

Publicidade
Publicidade