Publicidade
Manaus
ACIDENTE

Proprietário de BMW envolvida em atropelamento já somou 258 pontos na CNH

Segundo dados do Detran, o proprietário cometeu, entre 2005 e 2017, 50 infrações em 11 veículos diferentes 28/09/2017 às 18:43
Show capturar
(Foto: Divulgação)
acritica.com Manaus (AM)

O proprietário da BMW, de placas NOW-0042, envolvida no atropelamento de um agente de trânsito, no último dia 17 de setembro, em Manaus, já somou em sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) 50 infrações e 258 pontos desde 2005. Desse total, 144 pontos, equivalentes a 27 infrações cometidas desde fevereiro de 2015, ainda estão em aberto no sistema do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM).

"A grande maioria dessas multas é por excesso de velocidade, ultrapassagem de sinal vermelho e direção perigosa. Era um motorista que já estava com a habilitação suspensa e agora aconteceu mais essa tragédia", afirmou o diretor-presidente do Detran-AM, Leonel Feitoza.

De acordo com ele, as infrações ocorreram entre 2005 e 2017 em, pelo menos, onze veículos diferentes. Somente em 2017 já foram registradas quatro transgressões, que somadas totalizam 22 pontos, dois a mais do que é permitido na CNH durante o período de doze meses.

Punição

Segundo Leonel Feitoza, existem, atualmente, oito portarias publicadas pelo Detran-AM suspendendo a habilitação do proprietário da BMW. O diretor-presidente do Detran ressaltou também que nesta quinta-feira (28), o departamento entrará com um processo de cassação da CNH do proprietário da BMW.

"Cada uma dessas portarias é aberta quando um condutor acumula 20 pontos na carteira no período de um ano. Para cada portaria instaurada, a CNH fica suspensa por 30 dias. Nesse período, o condutor teria que fazer um curso de reciclagem e a prova de legislação para reaver a CNH. Como o caso dele é mais grave, vamos entrar com um processo de cassação", explicou.

Tendo a habilitação cassada, o condutor tem que esperar por dois anos para tirar uma nova carteira. Conforme Leonel, nesses casos, o condutor tem que começar desde o início o processo para a nova CNH, incluindo as aulas da autoescola e as provas.

"Um dos agravantes nessa história é o fato de que o proprietário entregou a direção de um veículo automotor a uma pessoa que não tem habilitação e é menor de idade. Aí já temos um processo, que além de administrativo, é criminal", disse o diretor-presidente do Detran.

No momento, o veículo, que estava escondido em uma oficina, encontra-se no pátio do Detran-AM para uma perícia. "Depois da perícia, o condutor deverá arcar com as consequências. Mas fica o ensino de que, enquanto não houver a conscientização dos motoristas, infelizmente tragédias assim vão continuar acontecendo", concluiu ele.

LEIA MAIS

Colisão entre veículos causa capotamento e congestiona trânsito na av. Djalma Batista

Mulher é atropelada por motorista bêbado ao atravessar faixa de pedestre, diz PM

Motociclista morre e jovem fica ferido em colisão com trator na Zona Norte de Manaus

Publicidade
Publicidade