Sexta-feira, 10 de Abril de 2020
DIVERSIDADE

PSOL quer eleger a primeira vereadora LGBT de Manaus em 2020

Partido aposta numa candidatura coletiva com base na defesa de políticas para população LGBT, igualdade de gênero e maternidade



pedro_a3_3E84AFBD-C48A-4D9C-B594-F278812C6BD0.JPG Foto: Sandro Pereira
30/12/2019 às 15:46

Uma candidatura coletiva vai disputar pela primeira vez uma cadeira da Câmara Municipal de Manaus (CMM) nas eleições 2020. A bancada, formada por homens e mulheres, é de filiados do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e pretende defender as bandeiras de igualdade de gênero, da população LGBTQI+ e a maternidade. A ideia é que, ao votar em um, o eleitor possa eleger mais representantes com várias vozes.

Uma candidatura coletiva com nove ativistas foi eleita em São Paulo, nas eleições de 2018 para a Assembleia Legislativa. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não reconhece as candidaturas coletivas e esclarece que o mandato é ‘individual e personalíssimo’. Para a Justiça Eleitoral, o que vale é o registro de um único candidato. Na candidatura coletiva, o eleito se compromete, em contrato registrado em cartório, a exercer o mandato expondo suas propostas e decisões à aprovação do grupo. O eleito precisa ser filiado a um partido, mas os demais membros não. Ou podem ter filiações partidárias diferentes.



Um nome

A bancada coletiva do PSOL ainda não definiu o nome que irá representá-los nas urnas, mas adiantou que será uma mulher, que, se eleita, irá ocupar uma única cadeira na CMM. O grupo integra no partido a corrente da Primavera Socialista com articulação nacional em mais de 10 estados do País.

“É uma tecnologia de participação política que o PSOL tem estimulado e tem uma boa resposta. Em Pernambuco temos outras experiências e mandatos coletivos em vários estados como Santa Catarina e Minas Gerais. Vai ser a nossa primeira experiência no Estado e também na capital. Está todo mundo empolgado com a ideia e o nosso propósito é fazer com que pautas que entendemos ser importantes sejam discutidas no mandato. Por exemplo, a pauta LGBT, das mulheres, da maternidade, de uma segurança pública mais efetiva”, disse a integrante da bancada ativista e mestre em sociologia, Marklize dos Santos Siqueira.

A ativista LGBTQI+ e assistente social Vanessa Monteiro, de 36 anos, defende rigor na apuração e punição da violência LGBTFóbica e na ampliação de políticas públicas de acesso ao Sistema Único de Saúde.

“Temos uma política de saúde integral para pessoas LGBTQI+ que ainda está caminhando em Manaus através do ambulatório trans. Já existe um no Pan da Codajás, mas precisa expandir para outros locais de atendimento e unidades. Se não me vejo representada lá na Câmara, creio que ninguém da população LGBT também. Queremos dar vez e voz para todas as pessoas e buscar mais direitos para que acessem  políticas públicas. Estamos perdendo, infelizmente, cada vez mais espaço, principalmente, à população LGBT, negra e pobre”, disse.

Luta

O ativista social Bruno Santos Onipotente, de 28 anos, defende as bandeiras da juventude e das LGBTIs. Ele afirmou que Manaus não dispõe de um plano de juventude e na pauta LGBTI+ ainda impera o cenário de conservadorismo nas esferas municipal, estadual e federal.

“Tá faltando políticas que abracem a educação e saúde para pessoas trans, entender que além de respeito, a cidadania é um bem maior que podemos dar à comunidade trans“, declarou.

Ele disse que pretende construir na CMM um espaço de acolhimento e afetividade para população. “Não basta só falar que é lutar por espaço de representatividade. É lutar por um espaço que dê cidadania às populações desassistidas, periféricas e pobres dessas cidade. A gente quer engrandecer para um debate de sociedade equânime, de uma Manaus que abraça e acolhe, não que exclui e marginaliza como vem ocorrendo há anos no Legislativo municipal. É sermos pontes do processo de transformação“.

News larissa 123 1d992ea1 3253 4ef8 b843 c32f62573432
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.