Publicidade
Manaus
Eleição 2016

Partido dos Trabalhadores diz que chegou a hora do PCdoB ser vice da sigla

O presidente municipal do PT, Thiago Medeiros, afirmou ontem que chegou a hora do PCdoB ser vice da sigla na disputa pela Prefeitura de Manaus na eleição deste ano. 20/06/2016 às 21:31 - Atualizado em 21/06/2016 às 20:32
Show 758c14af cc0b 450e 8f00 8fa517084319
Segundo o dirigente, foi um erro do partido ter recuado em seguidas eleições em Manaus de não assumir o papel de protagonista.
Janaína Andrade Manaus (AM)

O presidente municipal do PT, Thiago Medeiros, afirmou ontem que chegou a hora do PCdoB ser vice da sigla na disputa pela Prefeitura de Manaus na eleição deste ano. Segundo o dirigente, foi um erro do partido ter recuado em seguidas eleições em Manaus de não assumir o papel de protagonista.

“Em 2012 o PT já foi vice dos nossos companheiros do PCdoB, então, mediante isso eu já quero convidar o nosso companheiro Eron (Bezerra) a vir somar a candidatura do deputado José Ricardo, porque chegou a hora dos nossos companheiros do PCdoB vir a ser vice do PT e fazer uma grande aliança de esquerda aqui em Manaus”, disse.

A declaração do presidente municipal da sigla ocorreu durante entrevista coletiva para apresentar o deputado José Ricardo, como pré-candidato da sigla na eleição para a prefeitura, realizada ontem a tarde, na sede do Partido dos Trabalhadores, localizada na avenida Constantino Nery, Centro, que reuniu membros do diretório, os vereadores Waldemir José e Professor Bibiano. além de militantes da sigla.

“Por muito tempo abriu mão de ser protagonista de uma eleição para se aliar e beneficiar aqueles que se diziam nossos aliados. Hoje a gente viu o erro que cometeu, mas neste ano a Executiva e seus militantes resolveram dar um basta nesse erro e lançar uma candidatura forte, porque precisamos resgatar a alegria de ser petista. Sabemos dos erros cometidos nesta sigla, mas isso não pode sobrepor tudo aquilo que fizemos”, afirmou Medeiros.

AMAZONINO

De acordo com o pré-candidato, deputado José Ricardo, além do PCdoB, a sigla vai dialogar com o Psol, PCO, PCB, PSTU e “até com o PDT”, que possui em suas fileiras um dos cabos eleitorais mais cobiçados na política amazonense, o ex-governador Amazonino Mendes (PDT). 

“Nós já tivemos conversas com o PCdoB antes deles decidirem quem seria o candidato deles e antes do PT decidir que eu seria o candidato, e o ex-deputado Eron Bezerra já disse que defende uma união dos partidos de esquerda para esta eleição. Caso o PCdoB aceite será uma ótima aliança. O companheiro Eron (Bezerra) é um excelente nome. O diálogo será com os partidos de esquerda”, garantiu José Ricardo.

Em números

17.229 é o número de militantes filiados ao PT-AM, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  Dos 34 partidos registrados, o PT é o segundo em número de militantes no Estado. O partido só perde em filiados para o PCdoB, que lidera com 20.583 militantes. Sem poder contar com o financiamento de empresas, partidos políticos passam a depender fundamentalmente da atuação de seus militantes para levantar recursos e trabalhar diretamente na campanha eleitoral deste ano. Neste cenário estão em vantagem o PCdoB e o PT.

Publicidade
Publicidade