Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
RELIGIOSIDADE

'Quaresma é celebrar pequenos gestos', define dom José Albuquerque

“A Quaresma é esse tempo bonito que a Igreja vivencia porque estamos vislumbrando a Páscoa que vai chegar para nós dentro de 40 dias", ressalta o religioso



cruz1_E9F9CF99-9A13-431D-B32A-5DACE68943D7.JPG Foto: Divulgação
01/03/2020 às 10:28

Reflexão, arrependimento pelos atos negativos e jejum, bem como o estímulo à prática de boas ações, solidariedade e a atenção aos mais necessitados são as características da Quaresma. No período, compreendido nos 40 dias entre a Quarta-feira de Cinzas e a Páscoa, os católicos  são orientados à conversão e à paz entre os povos em um dos momentos mais delicados da existência humana, onde o radicalismo e o extremismo - mais em voga o religioso e o político - teimam em existir. 

Segundo o arcebispo metropolitano de Manaus, dom Leonardo Steiner, é preciso que a humanidade lembre mais de Jesus Cristo. “Vamos celebrar bem a Quaresma, vamos procurar nos converter, transformar a nossa vida, seguir Jesus que na Cruz nos deu a vida nova. E vivamos a vida nova que é Jesus”, disse o bispo, na última Quarta de Cinzas, em evento de lançamento da Campanha da Fraternidade cujo tema é “Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso”.

“O objetivo da Quaresma é celebrar pequenos gestos concretos que possam mostrar que esse mundo tem jeito, sim, e que podemos viver em paz”, comentou, por sua vez, o bispo auxiliar de Manaus, dom José Albuquerque. 

“A Quaresma é esse tempo bonito que a Igreja vivencia porque estamos vislumbrando a Páscoa que vai chegar para nós dentro de 40 dias. A Páscoa para nós é muito importante e por isso precisa ser preparada, um caminho, fazer de fato uma revisão de vida. A Quaresma é para percebermos que os erros que cometemos temos que reconhecer, aprender e ‘tocar’ a vida para frente. É a oportunidade que Deus nos dá para renovarmos a esperança, sempre conduzidos pela palavra de Deus para que possamos experimentar a ressurreição, a vida nova que Jesus nos trouxe e da qual celebramos na Páscoa”, ressalta o religioso.

Ele frisa que a penitência não tem um aspecto negativo, e sim tomar uma decisão difícil. Neste período, os católicos adotam penitências como tirar um dia para fazer jejum total ou parcial, deixar de comer carne ou se abster de redes sociais. “A Quaresma é um chamado para deixarmos para trás aquilo que não vale a pena, que os traz tristeza ou que faz o outro sofrer, para entrarmos na dinâmica de uma vida nova. É isso que Cristo espera de cada um de nós”, orienta dom José Albuquerque.

A fiel católica Maria Ivanilda de Castro Gomes, de 82 anos, congrega na paróquia do Santuário de Nossa Senhora de Fátima, na Praça 14 de Janeiro, Zona Sul, e disse que, para ela, a “Quaresma é um modo de vida que nos traz para revivermos a nossa vida do ano anterior”.

Segundo ela, o período visa “melhorarmos cada vez mais na nossa e na comunhão com Deus, irmãos e Igreja, e ajudar aqueles necessitados; essa é a nossa finalidade na Quaresma”. Neste período ela conta orar e fazer penitências como o jejum e oferecer pela conversão dos pecadores. “A começar por mim, minha família e a todos aqueles que precisam conhecer Jesus”, completa.

Pelo fim de ofensas via Internet

O papa Francisco   pediu, na última Quarta-feira de Cinzas, que os fiéis hajam com comedimento na Internet neste período de 40 dias da Quaresma. Ele  comentou que é preciso que as pessoas parem de se insultar via redes sociais. O fato lembra que o sacerdote foi alvo de insultos de ultraconservadores sites católicos e via Twitter de anônimos antipapas.

“Vivemos em uma atmosfera poluída por violência verbal demais, palavras ofensivas e danosas demais, que são amplificadas pela Internet. Hoje, as pessoas insultam umas às outras como quem diz ‘bom dia’. A Quaresma é um momento para abrir mão de palavras inúteis, fofocas, boatos, tagarelice e se dirigir a Deus pelo nome”, disse o sumo pontífice, em pronunciamento para fiéis na Praça São Pedro.

“O Senhor concede-nos, também neste ano, um tempo propício para nos prepararmos para celebrar, de coração renovado, o grande Mistério da morte e ressurreição de Jesus”, contou o papa.



Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

25 Mai
ARQUIVO_AG_NCIA_BRASIL_8E54B548-1F0D-43FC-B519-959FF459E3B2.jpg

MEC suspende pagamento de parcelas do Fies

25/05/2020 às 13:17

O estudante que tiver interesse em suspender as parcelas deverá se manifestar junto ao banco até 31 de dezembro. A suspensão vale para os contratos que estavam em dia antes da decretação do estado de calamidade pública, reconhecido em 20 de março, e será retroativa às parcelas que não foram pagas desde então


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.