Publicidade
Manaus
AIDS

Quase 300 pessoas morreram por Aids no Amazonas somente no ano passado

Apesar de o número chamar atenção, no País houve redução de 16% dos nos últimos quatro anos. Autotestes serão distribuídos em Manaus, que ocupa a 13ª posição de cidades com maiores índices de HIV 28/11/2018 às 10:58
Show 14 5e497782 82e0 474d a4c6 cc0e8b62f556
Foto: A Crítica
Álik Menezes Manaus (AM)

Um boletim epidemiológico divulgado ontem pelo Ministério da Saúde (MS), em Brasília, mostrou que somente no ano passado 299 pessoas morreram no Amazonas em decorrência da Aids. Apesar de o número chamar atenção, no País houve uma redução de 16% dos casos e mortes em consequência da doença nos últimos quatro anos. 

Ontem, o MS também lançou a campanha do “Dia Mundial de Luta contra a Aids” e anunciou a distribuição de caixas de autotestes, um projeto piloto do Sistema Único de Saúde (SUS) que vai ofertar os testes à “populações-chave” a partir de janeiro do ano que vem. Manaus é uma das cidades a receber a iniciativa por apresentar risco.

Conforme os dados divulgados pelo ministério, a capital amazonense ocupa a 13ª colocação entre os 100 municípios com mais de 100 mil habitantes, com os maiores índices de detecção do HIV na população geral, nos últimos três anos. No entanto, a taxa média de mortalidade na capital, no mesmo período, chega a 12,4 – a cada grupo de 100 mil pessoas.

Quanto a redução dos casos e óbitos em nível nacional, o Ministério da Saúde informou que o número se deve à testagem e ao menor tempo entre diagnóstico e o início do tratamento.

Caixas de autotestes

A partir de janeiro, a rede pública ofertará o autoteste de HIV para populações de risco. Segundo o MS, serão distribuídas 400 mil unidades desse teste. A ação será um projeto piloto nas cidades de Manaus, São Paulo, Piracicaba, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, São Bernardo do Campo, Rio de Janeiro, Curitiba, Florianópolis, Salvador, Porte Alegre e Belo Horizonte.

Ainda conforme o MS, nas caixas de autoteste que serão distribuídas SUS haverá um número 0800 do fabricante para tirar quaisquer dúvidas. Além disso, o usuário poderá tirar dúvidas pelo Disque Saúde 136 e no site www.aids.gov.br/autoteste.

Outra medida anunciada foi a disponibilização de testes rápidos de HIV em todo o País. Esse ano foram distribuídos 12,5 milhões de unidades e, no Amazonas, serão distribuídos 47 mil testes rápidos para o diagnóstico do HIV e mais de 1,5 milhão de preservativos pela Secretaria Estadual de Saúde (Susam).

Casos de HIV crescem no AM

O número de casos diagnosticados com vírus HIV notificados no Sistema Nacional de Atendimento Médico (Sinam) vem crescendo nos últimos anos no Amazonas, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

Em 2018, no período de janeiro a outubro, foram notificados 1.568 novos casos de HIV no Estado. Destes, 1.266 foram notificados em Manaus, representando 80,7% dos casos. A faixa etária mais acometida, segundo as notificações, é de 20 a 34 anos de idade.

De acordo com a médica Dessana Chehuan, coordenadora estadual de IST/Aids e Hepatites Virais do Amazonas, o fato também tem relação direta com o aumento da oferta de testes rápidos na rede pública. “Devido à implantação de políticas de saúde que intensificaram a aplicação de testes rápidos, podemos diagnosticar e iniciar o tratamento de pessoas que até então não sabiam que possuíam o vírus HIV, o que acabou gerando um aumento no número de casos notificados”, destacou.

Unidades de referência

O acompanhamento das pessoas vivendo com o vírus HIV, em Manaus, é feito nos Serviços de Assistência Especializada (SAE). A FMT-HVD é a principal referência para o tratamento dos pacientes, atendendo os casos graves que necessitem de internação. O atendimento também é feito na Fundação Alfredo da Matta (Fuam), além das Policlínicas Comte Telles, no bairro São José, Dr. Antônio da Silva, no Monte das Oliveiras, Dr. José Raimundo Franco de Sá no bairro Nova Esperança e Dr. Antônio Reis, no São Lázaro. Há ainda atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), Leonor de Freitas, na compensa e Arthur Virgílio, no bairro Amazonino Mendes. No interior, possuem SAE os municípios de Parintins, Tabatinga, Tefé, Coari, Itacoatiara, Benjamin Constant e Maués.

Campanha estadual

 Na próxima sexta (30), às 17h, a Susam irá lançar a campanha “Dá para viver sem dúvida”, alusiva ao Dia Mundial de Luta contra a Aids, que é celebrada no dia 1º de dezembro. O evento será realizado Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado, no bairro Dom Pedro, na Zona Centro Oeste da capital.

Publicidade
Publicidade