Publicidade
Manaus
PERIGO

Queimadas na capital aumentam 34% em julho, aponta Corpo de Bombeiros

Levantamento feito pela corporação aponta que 43 ocorrências foram registradas na capital. Em 2016, o número de casos no mesmo período foi de 32 15/08/2017 às 17:45 - Atualizado em 15/08/2017 às 17:46
Show queimada
Queimadas aumentaram no mês passado em comparação a 2016 (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Oswaldo Neto Manaus (AM)

As queimadas em lixo e vegetação urbana aumentaram 34% no mês de julho em comparação ao ano passado. Segundo levantamento feito pelo Corpo de Bombeiros, somente em julho de 2017, 43 ocorrências foram registradas na capital, ao passo que em 2016 o número chegou a 32 no mesmo período.

O relatório aponta que 38 casos aconteceram em vegetação urbana e cinco provocadas em lixo. No ano passado, 24 ocorreram em vegetação urbana e oito delas em objetos descartados.

Na tarde desta terça-feira (15), um incêndio no galpão de uma fábrica de cerveja chamou a atenção para o caso de incêndios. O coronel Jair Ruas, comandante dos Bombeiros na capital, recomendou que a população evite queimar objetos e vegetação durante este período. Isso porque, devido ao calor, as chamas propagam com maior facilidade.

“Pedimos que isso não aconteça, a não ser que sejam queimadas controladas. Oriento que antes de fazer, acione órgãos como o Corpo de Bombeiros, o Ipaam. Tivemos um chamado de fogo na Avenida das Torres. As chamas se propagaram e causaram perigo. Por isso, peço que a população não toque fogo”.

Total

Segundo o Corpo de Bombeiros, até o mês de julho, 86 queimadas provocadas em lixo e vegetação urbana foram atendidas. Em 2016, o número de ocorrências chegou a 95.

Publicidade
Publicidade