Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
WhatsApp_Image_2017-04-07_at_16.29.29__1_.jpeg
publicidade
publicidade

BRIGA NO TRÁFICO

Racha no comando da facção 'Família do Norte' motivou mortes na UPP

Seap teve acesso a lista de presos que deveriam ser mortos a mando de João Branco. Um dos assassinados era 'soldado' de Gelson Carnaúba, outro ex-líder da FDN


07/04/2017 às 19:58

Um racha entre o comando da facção Criminosa Família do Norte (FDN), que domina o tráfico de droga na capital e no sistema penitenciário, resultou em mortes na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), Zona Leste. No total, foram seis mortes confirmadas pela Secretaria de Estado da Administração Penitenciária. 

 De acordo com o secretário da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Cleitman Coelho, faz uma semana que o clima no sistema está tenso. A inteligência da Seap teve acesso a uma lista dos que deveriam ser mortos a mando do traficante João Pinto Carioca, o “João Branco”. Estes seriam soldados do traficante Gelson Carnaúba. João Branco e Carnaúba estão presos em Presídios federais por determinação da Justiça Federal, por conta da Operação La Muralla.

Boca Rica, assassinado hoje, era conhecido com o fiel escudeiro do criminoso Gelson Carnaúba que, depois do racha, ficou independente de José Roberto Fernandes, o “Zé Roberto da Compensa”, e de João Pinto Carioca, o “João Branco”.  

Boca Rica foi morto por volta das 10h30. dentro da cela onde estava preso com mais 11 criminosos.  Nenhum deles assumiu a autoria do crime, mas todos foram encaminhados para a Delegacia onde foram indiciados pela morte de Boca Rica. Leleo foi morto provavelmente no mesmo horário, mas o seu corpo só foi encontrado no início da tarde. O mesmo foi decapitado dentro da cela.

O secretário disse que, desde esta sexta-feira, os presos estão trancados em suas celas e que se estivessem fora provavelmente teria acontecido outra chacina semelhante a que ocorreu no dia 1 de janeiro, quando 56 pessoas foram mortas no regime fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).

 

publicidade
publicidade
Justiça decreta prisão de três pessoas pelas mortes na Muzema, no RJ
AM está há 29 dias sem óbitos por H1N1, mas mortes por Vírus Sincicial sobem
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.