Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
CARRETA.jpg
publicidade
publicidade

TRÂNSITO

Radar é única solução para reduzir acidentes na Efigênio Salles, diz Manaustrans

"Curva da Morte", onde carreta tombou nesta semana, já foi palco de muitos acidentes automobilísticos


30/05/2018 às 22:26

Reinstalar o sistema de radares é, segundo o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) a única alternativa para reduzir o número de acidentes na "curva da morte" da avenida Efigênio Salles bairro Aleixo, na Zona Centro-Sul, no sentido Coroado/Parque 10. No fim da manhã dessa quarta-feira (30), foi retirado completamente o material do contêiner conduzido pela carreta que tombou, na última terça-feira (29), no trecho em frente ao Motel Le Baron.

A curva já foi palco de muitos acidentes automobilísticos. Houve uma redução quando foi instalado um radar eletrônico, que registrava multa aos condutores que não reduzissem a velocidade a 40 quilômetros por hora no trecho. Entretanto, o contrato entre a Prefeitura de Manaus e a empresa que administrava o sistema de radares não foi renovado e a pista voltou a ser de velocidade.

Após o rompimento do contrato com a empresa anterior, em abril de 2015, a prefeitura abriu processo de licitação para reativar o sistema, mas o processo foi embargado pelo Ministério Público (MP-AM), que alegou suspeita de irregularidade.

O Manaustrans informou que poucos acidentes constam nas estatísticas do órgão, visto que não são computados os que provocam apenas danos materiais. Somente entram na estatística acidentes que provocam vítimas lesionadas ou fatais. A maioria deles, no entanto, é provocada por excesso de velocidade.

O acidente

Por volta de 9h30 de terça-feira, o caminhão-carreta, conduzido pelo motorista Damião Moreira, transitava na avenida Efigênio Salles, no sentido Bola do Coroado/Amazonas Shopping, quando, na curva, tombou sem ter contato com outro veículo. O motorista acredita que a carga que estava no contêiner tenha se deslocado e sobrecarregou um dos lados da carreta, o que a fez tombar. A cabine ficou totalmente achatada, mas o motorista não ficou ferido.

A liberação de apenas uma faixa da pista causou muito transtorno aos condutores de veículos durante toda a manhã. A promessa era de que o trânsito na via seria totalmente liberado por volta das 16h30 do mesmo dia do acidente, o que não ocorreu.

O “cavalo” foi retirado logo após o acidente, mas a carreta com o contêiner, quando foi ser removido partiu-se ao meio e a carga, composta por peças pequenas de alumínio, derramou, ocupando parte da pista. O Manaustrans teve que recorrer às pás mecânicas da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) para executar o trabalho.

publicidade
publicidade
Homem fica ferido durante acidente de trânsito na av. Constantino Nery em Manaus
Acidentes de trânsito deixam feridos neste sábado (13) em bairros diferentes de Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.