Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
Manaus

Rap ajuda polícia a prender quadrilha no Amazonas

Música postada no site de compatilhamentos de vídeos 'Youtube' leva polícia a desvendar organização criminosa que assumiu o espólio criminoso de Bebeto da 14. Denúncia está na 2ª Vecute



1.jpg
Organização criminosa tem dois chefes, Sassá e Gorgonha, que do presídio passava orientações à mulher, Fernanda
15/09/2012 às 17:59

Uma organização criminosa voltada para o tráfico de cocaína e de maconha prensada, assaltos e homicídio que mantinha o comando no bairro da Praça 14, Zona Sul, foi denunciada pelo Ministério Público Estadual (MPE). A investigação que identificou os integrantes do grupo começou a partir de um “rap” (gênero musical) onde é cantado os nomes e a atuação de cada um deles. O rap foi gravado em um estúdio em São Paulo e  mostra o poder de comando e de fogo da organização.

De acordo com a juíza da 2ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (2ª Vecute), Elza Vitória de Sá Peixoto Pereira, o grupo atuava há aproximadamente cinco anos, estava bem organizado, tinha tentáculos em outros Estados e assumiu o espólio criminoso do traficante Luiz Alberto Coelho, o “Bebeto da 14”, executado com sete tiros de pistola em 15 de fevereiro de 2009 e que por mais de duas décadas comandou o tráfico no bairro.

A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.