Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
BR-174

Rebelião no Compaj chega ao fim; total de mortos não foi contabilizado

Equipe do Instituto Médico Legal (IML) permanece dentro do Compaj. Secretário de Segurança Pública determinou reforço em outras unidades do sistema



mortos_D733D1B4-52CF-4489-B5FE-AA54AF1817E3.JPG Foto: Nilton Ricardo
26/05/2019 às 14:27

Chegou ao fim a rebelião que iniciou na manhã deste domingo (26), durante o horário de visitas, no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). O número total de mortos ainda não foi contabilizado pelo Instituto Médico Legal (IML), que permanece no local, mas pelo menos duas mortes foram confirmadas horas antes pelo secretário de Segurança Pública, Louismar Bonates.

Fonte ligada à Secretaria de Estado de Administração (Seap) informou que forças policiais estão realizando revista na unidade localizada no quilômetro 8 da BR-174. Equipes terrestres da Companhia de Cães (CipCães) da Polícia Militar do Amazonas, da Companhia de Operações Especiais (Coe) e  do Departamento Integrado de Operações Aéreas (DIOA) estão vasculhando a mata, que fica no entorno da unidade, em busca de internos que possam ter fugido.

O secretário de Segurança Pública determinou, ainda, reforço em outras unidades do sistema, por medida de precaução. Não há informações oficiais sobre fugas e não houve agentes penitenciários reféns.

De acordo com o secretário da Seap, coronel Marcus Vinícius Almeida, é importante destacar que a intervenção foi rápida e que o tempo de resposta foi muito reduzido em relação a ocorrências anteriores, devido ao Grupo de Intervenção Prisional (GIP), criado no início desta gestão.

Parentes de internos permanecem do lado de fora da unidade aguardando informações.  

*Colaborou o repórter Paulo André Nunes. 

Receba Novidades

* campo obrigatório
News rafael seixas f19bfc74 2a6d 4824 91e0 ea63ab017774
Editor do Portal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.