Publicidade
Manaus
Manaus

Referência mundial em urologia recebe homenagem da Academia Amazonense de Medicina

Com mais de 35 anos de carreira, o médico Miguel Srougi é uma das principais referências internacionais em urologia. Ele é professor titular da Faculdade de Medicina da USP, pós-graduado pela Harvard Medical School, em Boston, nos Estados Unidos (EUA), além de ter uma dezena de livros e centenas de artigos publicados 24/09/2015 às 10:51
Show 1
Miguel Srougi já realizou mais de 4,6 mil cirurgias e comanda a disciplina de Urologia na USP, além de ser presidente do Conselho da Fundação “Criança é vida”
acritica.com* Manaus (AM)

O principal nome da urologia no Brasil e um dos mais reconhecidos no mundo, o médico Miguel Srougi será empossado como membro honorário da Academia Amazonense de Medicina em um evento às 17h desta sexta-feira (25) no anfiteatro do Hospital Santa Júlia. Ele é considerado o “número um” em cirurgias de câncer de próstata no País, sendo a principal referência por especialistas na área.
 
De acordo com o diretor-presidente do Hospital Santa Júlia, médico urologista Edson Sarkis, o hospital foi escolhido pela Academia Amazonense de Medicina para sediar esse encontro por ser referência em qualidade e reunir alguns dos melhores profissionais da sociedade médica amazonense. “É uma honra não somente para o Hospital, mas para o Estado receber um médico com tanta importância mundial”, afirmou.
 
Com mais de 35 anos de carreira, o médico Miguel Srougi é uma das principais referências internacionais em urologia. Ele é professor titular da Faculdade de Medicina da USP, pós-graduado pela Harvard Medical School, em Boston, nos Estados Unidos (EUA), além de ter uma dezena de livros publicados e centenas de artigos espalhados ao redor do mundo.  
 

Miguel Srougi já realizou mais de 4,6 mil cirurgias e além de comandar a disciplina de Urologia na USP, é articulista e Presidente do Conselho da Fundação “Criança é vida”. Paralelamente à sua atuação na medicina, ele tem significativa participação em ações filantrópicas, com um árduo trabalho na captação de recursos que visam ampliar e modernizar as instalações dos hospitais públicos e privados onde atua.
 
Na solenidade, os convidados assistirão a um vídeo com uma entrevista com o próprio médico Miguel Srougi, que, ao final, receberá uma medalha em homenagem à sua atuação na medicina mundial, um certificado e a carteira de imortal da Academia Amazonense de Medicina.
 
A Academia Amazonense de Medicina tem 35 anos e é composta por 60 médicos, que fortemente contribuíram para a medicina e pesquisas científicas em vários segmentos da saúde da região.

Publicidade
Publicidade