Quinta-feira, 20 de Junho de 2019
COMBUSTÍVEL

Refinarias do AM não repassam redução aos postos e são notificadas pelo Procon

A redução realizada pela Petrobras no valor da venda do diesel para as refinarias foi de 6% e no da gasolina 7,16%



IMG_4459_28E7C403-5478-4D88-B073-80EBC04E584B.JPG Foto: Divulgação
04/06/2019 às 16:50

O Programa Estadual de Proteção e Orientação do Consumidor (Procon-AM) notificou, nesta terça-feira (4), três distribuidoras de combustíveis das cinco que atuam em Manaus. Amanhã (5), as outras duas, também vão receber o documento. 

O objetivo é que os estabelecimentos expliquem o motivo da redução do valor do preço do diesel e da gasolina, publicado pelo Governo Federal no último dia 1º, ainda não ter sido repassado aos postos de venda de combustíveis em vários municípios do Amazonas, conforme constatação do próprio Procon-AM e denúncias de consumidores.

A redução realizada pela Petrobras no valor da venda do diesel para as refinarias foi de 6% e no da gasolina,7,16%.

"Redução alguma ainda não foi refletida nos postos de Manaus, e de acordo com denúncias de consumidores, o mesmo acontece em vários municípios do Amazonas. Queremos saber o motivo desse não-repasse que está trazendo prejuízo ao consumidor", explica o titular do Procon-AM, Jalil Fraxe.

Na notificação, o Procon-AM exige cópia das notas fiscais das vendas dos produtos com o preço praticado anterior à redução publicada; o preço atual praticado; a quantidade de litros vendidos e comprados e a relação de postos os quais efetuaram a compra após a redução do dia 1º de junho. 

Se as distribuidoras não apresentarem as exigências do Procon-AM e não tomarem as devidas providências quanto à redução dos preços, os estabelecimentos serão penalizados conforme o Código de Defesa do Consumidor.

Receba Novidades

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.