Publicidade
Manaus
CRIMINALIDADE

Região comercial do Fuxico, na Zona Leste de Manaus, recebe reforço policial da SSP

Unidade móvel com seis câmeras, uma com capacidade de visão noturna e alcance de cinco quilômetros foi instalada entre as avenidas Brigadeiro Hilário Gurjão e Autaz Mirim 22/01/2018 às 15:53
Show 998
Foto: Divulgação
acritica.com

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) instalou uma unidade móvel de monitoramento interligada ao Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) na região comercial do Fuxico, na esquina entre as avenidas Brigadeiro Hilário Gurjão e Autaz Mirim, no Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus. A ação foi lançada, na manhã desta segunda-feira (22), pelo vice-governador e titular da SSP-AM, Bosco Saraiva.

O projeto tem como objetivo organizar as regiões comerciais da capital de forma a gerar mais segurança à população. A primeira ação desse tipo aconteceu na área portuária da Manaus Moderna, na Zona Sul, lançado em janeiro no Centro Histórico de Manaus.

Segundo a SSP, na região do Fuxico haverá reforço da presença das polícias Civil e Militar e a atuação dos policiais da Secretaria Executivo-Adjunta de Operações (Seaop), além de blitz do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). “A gente segue com o processo de reorganização da cidade, conforme já tínhamos anunciado lá na Manaus Moderna. Essa é a segunda etapa da reorganização com os mesmos procedimentos de cadastramento e identificação de pessoas circulantes na área, e que exercem atividades diariamente aqui nesta região”, disse o vice-governador.

Unidade móvel

A base das equipes policiais será na unidade móvel. O ônibus ficará permanente no cruzamento entre as avenidas Brigadeiro Hilário Gurjão e Autaz Mirim. A unidade possui seis câmeras de monitoramento e, dentre elas, uma com capacidade de visão noturna e alcance de até cinco quilômetros. Interligado com CICC, o equipamento fará um monitoramento em tempo real para otimizar a ação da polícia.

Além das ações na região do Fuxico, a fiscalização também ocorrerá na feira do Mutirão. A previsão é que o projeto de reordenamento siga para outras zonas comerciais da cidade, alcançando na sequência a Feira da Compensa, na Zona Oeste, e no Manoa, na Cidade Nova, Zona Norte da capital.

“Iremos realizar o policiamento ostensivo e até o trabalho de investigação. Nós atuaremos, não só com nossos policiais caracterizados, mas também com os descaracterizados para fazer um levantamento de assaltantes, de tráfico de drogas e captura de foragidos”, disse o titular da Seaop, delegado Orlando Amaral.

De acordo com o presidente da associação dos moradores do bairro Jorge Teixeira, Edvan Alves, disse que o reforço no policiamento vai contribuir com as atividades comerciais da região e de toda a sociedade. “Essa vinda é louvável, principalmente, para a área comercial porque o pessoal que tem comércio aqui gera emprego e renda. Isso é importantíssimo na questão da área de segurança”, acrescentou Alves.

Manaus Moderna

Desde novembro do ano passado, por determinação do governador Amazonino Mendes e do vice-governador e Secretário de Segurança, Bosco Saraiva, uma base fixa da Seaop foi implantada na Manaus Moderna, como parte do projeto de combate à criminalidade e reordenamento da zona comercial. Em janeiro deste ano, o projeto-piloto foi lançado com o cadastro de 450 guardadores de carros e carregadores de mercadorias da área.

Ao longo dos meses de trabalho, os policiais da Seaop efetuaram 16 prisões, em flagrante, de pessoas envolvidas em delitos e cumpriram 22 mandados de prisão de foragidos do sistema prisional recapturados na área da Manaus Moderna e Centro. Psicólogos e assistentes sociais do Departamento de Prevenção às Drogas da SSP-AM identificaram 53 pessoas com dependência química que estão sendo preparadas para serem encaminhadas para tratamento. Outras 67 deverão ser beneficiadas com cursos de qualificação profissional no Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam).

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade