Terça-feira, 21 de Janeiro de 2020
MATRÍCULAS

Restam 5,2 mil vagas remanescentes em escolas estaduais de Manaus

Período de matrículas continua para novos alunos e transferências. Há mais de mil vagas só para as escolas de tempo integral



show_show_00_B021A4AC-4450-4F13-AF0F-9B41DB829E5A.JPG Foto: Arquivo A Crítica
25/01/2019 às 14:57

A Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc-AM) continua com o período de matrículas aberto para alunos que perderam os prazos iniciais. Levantamento da Coordenação de Estudos e Pesquisas aponta que, ao todo, ainda existem 5.280 vagas remanescentes em escolas estaduais de Manaus.

Tempo integral



Há mais de mil vagas para as escolas de tempo integral nos bairros Santa Etelvina, Cidade Nova, Armando Mendes, Petrópolis, Redenção e Santo Antônio. As escolas de tempo integral, além de oferecerem as disciplinas curriculares, também contam com projetos extras, como Direito e Cidadania, Produção Textual, Fruição das Artes, Empreendedorismo e Raciocínio Lógico e Resolução.

Segundo a coordenadora de Estudos e Pesquisa, Sarah Barbosa, as vagas são tanto para matrícula de novos alunos quanto para transferência. “Para isso, é preciso ir ao site https://reserva.matriculas.am.gov.br e fazer o cadastro. Por lá, a reserva pode ser feita 24 horas por dia em computadores, tablets e smartphones que tenham acesso à internet”, assinalou.

Ensino Fundamental e EJA

Do 2º ao 5º ano, são 1.234 vagas na Escola Estadual Dom João de Souza Lima, somente para o turno matutino. Já na Escola Francisca Paula de Jesus Izabel, são 75 vagas para o 3º. As duas instituições são localizadas no bairro Cidade Nova.

Para a Educação de Jovens e Adultos (EJA), são 251 vagas para o turno noturno nas Escolas Estaduais Antônio da Encarnação Filho (bairro Lírio do Vale); Marechal Hermes (bairro Nova Esperança); Antônio Bittencourt (bairro Glória); Manuel Rodrigues (bairro Armando Mendes) e Engenheiro Arthur Amorim (bairro Novo Aleixo).

*Com informações da assessoria de imprensa


Mais de Acritica.com

20 Jan
trans_8C3DB8BB-BCF9-43E8-B068-3BED79D3DBF5.JPG

Mutirão retifica nomes e assegura identidade de travestis e transsexuais

20/01/2020 às 20:27

Como o procedimento feito diretamente no cartório não é tão simples (a lista de documentos exigidos é extensa) e nem sempre é barato (custa em média entre R$350 a R$ 400), a ação visa não somente facilitar a vida das pessoas transexuais que desejam alterar o nome e gênero de registro em sua documentação de nascimento, como também vai acompanhar e custear a certidão de tabelionato de protestos


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.