Publicidade
Manaus
rodoviários

Reunião entre Sinetram e STTR não teve consenso e dissídio segue em negociação

Sem acordo,  Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários de Manaus 03/05/2016 às 10:21
Show img0017363623
Em junho do ano passado, a paralisação dos rodoviários fez com que os usuários passassem mais tempo nas paradas (Foto: Arquivo AC/Winnetou Almeida)
acritica.com Manaus (AM)

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) se reuniu, ontem, com representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários de Manaus (STTR) e da Prefeitura de Manaus, para discutir propostas do dissídio coletivo dos trabalhadores. Durante a reunião não houve acordo entre as partes e as negociações devem continuar.

A reunião foi mediada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e realizada na sede do órgão. De acordo com o presidente do Sinetram, Carmine Furletti, os rodoviários pleiteiam 20% de reajuste para a categoria, porém devido a crise, as empresas não tem como dar o aumento que eles desejam.

“As empresas não tem como realizar este reajuste que eles querem, com a crise as despesas aumentaram e as empresas estão fazendo o possível para não deixar de honrar seus compromissos com a classe, em dia. Estamos fazendo alguns planejamentos para diminuir os custos dos sistema e mantê-lo em operação, já que a tarifa está congelada”, destacou Furletti.

Ainda de acordo com o presidente, as negociações devem continuar até que as partes cheguem a um acordo, de modo que ninguém seja prejudicado. Na próxima quinta-feira (5), está marcada uma nova audiência de conciliação e instrução do dissídio coletivo dos rodoviários no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 11ª Região, para tentar o acordo.

Enquanto as partes não entram em consenso, o STTR vem realizando pequenas  paralisações como forma de retaliação as medidas impostas pela classe patronal e não cumprimento do acordo. A Prefeitura de Manaus informou que está tentando contornar diariamente junto aos rodoviários, tendo conseguido impedir  greves gerais.

Últimas paralisações

No último dia 28, o Sindicato dos Rodoviários realizou uma paralisação nas atividades em retaliação à falta de acordo nas negociações com Sinetram. O ato aconteceu no Terminal do Jardim Petrópolis, de onde saem as linhas 612, 610 e 608.

A mesma ação foi feita no dia seguinte (sexta-feira, 29), quando os sindicalistas paralisaram quatro linhas da empresa viação São Pedro e deixaram cerca de cinco mil pessoas prejudicadas. O mesmo ato foi feito na  quarta-feira (27), quando paralisaram 14 linhas da empresa Líder Transportes, que atende bairros da Zona Norte, prejudicando mais de 15 mil pessoas.

Publicidade
Publicidade