Publicidade
Manaus
Manaus

Revista local auxilia espera em consultórios médicos de Manaus

Cardiopata há mais de 20 anos, Paulo Marcião descobriu, nos tratamentos, a oportunidade de produzir uma revista local 03/10/2015 às 11:14
Show 1
A ideia de fazer a revista ‘Tipo’ surgiu durante as longas esperas nos consultórios médicos, onde Paulo encontrava apenas revistas com conteúdo ultrapassado
silane souza ---

Cansado de ler e reler revistas antigas enquanto esperava para ser atendido pelo médico, o empresário Paulo Marcião, 51, que é frequentador assíduo de consultórios médicos por ser cardiopata, revolveu solucionar este problema vivenciado pela maioria dos pacientes que esperam a consulta, criando uma revista: a “Tipo”. O objetivo dele era abordar conteúdos atuais e regionais e distribuir a publicação de forma gratuita.

Mas a aceitação foi tão boa que, depois da segunda edição, lançada em agosto deste ano, as próximas publicações da revista passarão a custar R$ 9,90 cada exemplar. Paulo explica o motivo. “A princípio os exemplares seriam gratuitos, mas como as pessoas se interessaram e estão ligando para saber onde encontrar a revista, nós decidimos vender, até porque tudo é feito com recurso próprio e a crise está muito grande”, revelou.

De acordo com Paulo, a ideia de criar uma revista com temas regionais surgiu em 2000, mas somente em 2013 ele conseguiu parceria para criar o site (http://www.revistatipo.com.br/). A revista impressa só começou a ser elaborada no ano passado, após um amigo revelar que tinha um projeto para uma publicação. A primeira edição foi publicada em abril, a segunda em agosto, e a terceira deve sair ainda na primeira quinzena de outubro.

Rotina nos consultórios

Como é cardiopata, Paulo faz controle de seis em seis meses e, quando está em laboratórios e clínicas, sempre se depara com revistas antigas, sem conteúdos, principalmente da nossa realidade. “Aqui em Manaus a gente pega uma revista e normalmente tem pouco conteúdo, além disso, a maioria é coluna social, cobertura de casamentos, aniversários, isso sempre me incomodou. Já os portais são muito sensacionalistas, com imagens e informações pesadas”.

Ele destaca que queria fazer algo diferente, que não fosse tão pesado. Os conteúdos publicados na revista “Tipo” são variados: moda, gastronomia, educação, turismo, tecnologia, entre outros, e são escritos por jornalistas, blogueiros, professores universitários, médicos das mais diversas especialidades, entre outros parceiros. “É uma revista contemporânea e dinâmica e todos os assuntos são voltados à realidade da região”, comenta.

Blog: Paulo Marcião, Proprietário da revista ‘Tipo’

Descobri que era cardiopata aos 30 anos. “ Na época era muito estressado. Em certo dia, quando estava indo trabalhar, me senti mal, não conseguia respirar direito. Fui levado ao hospital e lembro direitinho quando o médico falou: leva esse cara para a UTI. Foi assustador. Minha filha tinha acabado de nascer. Já tive várias crises, faço controle de seis em seis meses. Fazer a revista é prazeroso para mim. Minha intenção era: vamos fazer uma edição e ver o que acontece. Mas achei interessante, começou a ser prazeroso. Tenho duas filhas e minha esposa diz que a revista é a terceira. É um pouco estressante pela dificuldade financeira, tira um pouco o sono. Mas nosso objetivo é enriquecer a espera no consultório e ter uma regularidade bimestral”.

Solidariedade

Aproveitando o “sucesso” da revista, a empresa de Paulo Marcião planeja, agora, fazer um evento de ciclismo para arrecadar alimentos, que serão doados a uma instituição de caridade. Além disso, eles também promoverão eventos para angariar brinquedos que serão doados às crianças no final do ano. “Vamos fazer festa nos hospitais no final do não para presentear aquelas crianças que vão passar o Natal e o Ano Novo internados”, frisou.


Publicidade
Publicidade