Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
2.jpg
Manifestantes atearam fogo em um dos veículos (Foto: Reprodução A Crítica)
publicidade
publicidade

GREVE

Revoltados com a paralisação dos ônibus, passageiros depredam veículos e o Terminal 4

Usuários do transporte público de Manaus foram pegos de surpresa com mais uma nova paralisação nos terminais de linha na manhã de hoje (4)


04/06/2018 às 07:27

Passageiros do transporte público de Manaus depredaram vários ônibus na manhã desta segunda-feira (4) no Terminal 4, conhecido como T4, no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste da cidade. Revoltados com mais um ato de paralisação de rodoviários, que hoje completou sete dias, eles também destruíram as grades do terminal.

Pelo menos cinco coletivos de diferentes empresas tiveram as janelas traseiras e dianteiras quebradas. Os passageiros usaram pedras para depredarem os ônibus. Policiais militares estiveram no local por volta das 7h24 de hoje e acompanharam o protesto no local. Em um vídeo que a reportagem do Portal A Crítica teve acesso é possível ver a revolta popular.

Os usuários também interdiram um trecho da avenida Camapuã, no bairro Cidade Nova, onde fica o Terminal 4. Ainda eles atearam fogo em um dos veículos e cobraram uma resposta do prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto, sobre a paralisação dos rodoviários. 

publicidade

Por conta da interdição na via, foi registrado fluxo intenso de carros nas proximidades da avenida Camapuã. Motoristas reclamaram da paralisação. "Estava indo para o trabalho e não consegui passar aqui perto do Terminal por conta da interdição dos passageiros. Fui surpreendido com isso e não sei que horas chegarei no trabalho", disse um motorista em entrevista à TV Acrítica.

Os rodoviários descumprem mais uma decisão judicial na manhã desta segunda-feira (4) com mais uma nova paralisação. Em uma decisão na tarde desse domingo (3), a Justiça determinou que pelo menos 75% da frota dos ônibus de Manaus estivesse nas ruas.

Caso a determinação do juiz não fosse cumprida, os rodoviários que não trabalhassem normalmente seriam multados em R$ 1 mil por hora de paralisação.

publicidade
publicidade
Negociação com peritos só será retomada caso greve acabe, diz Governo do AM
Rodoviários ameaçam realizar nova greve nos próximos dias em Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.