Publicidade
Manaus
Manaus

Ribeirinhos que vivem nas margens de igarapé no Centro esperam por revitalização

Moradores esperam há dois anos pelas obras do Programa Ambiental e Social dos Igarapés de Manaus (Prosamim) 10/09/2015 às 09:32
Show 1
De acordo com moradores,o igarapé, apesar da poluição, é muito piscoso
nelson brilhante ---

Distantes a apenas duas ruas da antiga Prefeitura de Manaus e da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE), moradores do Igarapé da Independência, na chamada Ilha de São Vicente, Centro, esperam há dois anos pelas obras do Programa Ambiental e Social dos Igarapés de Manaus (Prosamim).

De acordo com os moradores da rua Bernardo Ramos, que margeia o igarapé, o cadastro foi feito em 2013, houve a terraplenagem de uma área, mas nada mais foi feito. A doméstica Edvânia Gonçalves Marques, 28, já teve a casa completamente alagada e espera por uma decisão do governo. “Na última grande enchente tivemos que fazer maromba, imagine quem está mais abaixo”, questiona a moradora.

Moradora da rua Frei José dos Inocentes, Anne Cristiane Spencer, 39, lamenta que o projeto tenha sido abandonado. “Fizeram o cadastro, mas depois não falaram mais nada. A promessa era de construírem uma praça, uma via de mão única onde estão várias casas e inclusive a construção de uma quadra esportiva. Hoje, a gente vive num ambiente poluído, com nossas crianças correndo riscos constantemente”, lembra Anne.

De acordo com ela, atualmente, o grande problema é a falta de segurança. “Todas as noites essas ruas são ocupadas por usuários de drogas e assaltantes”, reclama a moradora que também revela um fato interessante. “Aqui aparecem jacarés e até uma cobra sucuri que fica em cima de um muro. O pessoal prendeu um jacaré e ligamos para o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), mas eles dizem que não têm estrutura”, denuncia a moradora.

Do contra

Para o fundidor Aroldo dos Santos, 50, a ação do Prosamim, despoluindo o igarapé da Independência, não é benquista. “Eu pesco tucunaré aqui na beira, inclusive de cinco quilos. Tem gente que já pescou até pirarucu”, argumenta o empresário.

Patrimônio

De acordo com o Governo do Estado, o igarapé da Independência fica numa importante área do Centro Histórico de Manaus e depende de aprovação do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Publicidade
Publicidade