Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019
TEMOR

Risco de incêndio e explosão em ponte do Educandos amedronta moradores

Moradores temem que embarcações que armazenam combustíveis possam incendiar e atingir casas e a ponte



junio_matos_7B1F720B-F5E2-4F5C-BA66-D20D07DCC198.JPG Foto: Junio Matos
01/08/2019 às 07:23

As marcas deixadas por um incêndio que ocorreu em dezembro do ano passado nas imediações da Ponte Antônio Plácido ainda amedrontam os moradores do bairro Educandos, na Zona Sul da cidade. Isto porque, em decorrência à proximidade de algumas residências com as embarcações que ficam atracadas na orla do local, eles temem o risco de explosões devido ao acúmulo de líquidos inflamáveis dos combustíveis que ficam alojados nas balsas e barcos. Explosões que, inclusive, possam fazer a ponte vir abaixo.

Mãe de três filhos, Fabrícia de Lima, 24, que mora na última casa de um beco que dá acesso ao rio e a algumas das embarcações atracadas, ela afirma ter medo que incêndios possam ocorrer no local. “Minha casa é muito próximo dos barcos. Aqui, além de ter que tomar cuidado para que meus filhos não caiam no rio, ainda tenho que me preocupar com este risco de explosões. No ano passado passamos por um susto, em dezembro, um barco quase pega fogo”, relata a moradora.

O fato dito pela moradora ocorreu no Réveillon do ano passado, quando uma das embarcações sofreu um princípio de incêndio. Fato é que, volta e meia ocorrem incêndios de embarcações no bairro Educandos. No dia 18 junho de 2018, por exemplo, uma balsa explodiu nas proximidades da Feira da Panair e deixou um dos trabalhadores do local ferido. A balsa era utilizada para o transporte de botijas de gás e a explosão ocorreu devido ao resto de combustível presente no interior da embarcação.

Um morador antigo do bairro que não quis ter identidade revelada afirma que o problema é antigo e que, por conta disto, alguns moradores evitam falar sobre o assunto por temerem represálias dos donos de embarcações. “Além do risco, estas embarcações aqui ainda tiram toda a beleza da nossa cidade, pois é o cartão postal de quem vem visitar nossa cidade”, afirmou o morador, que ainda sugere como solução para o problema a criação de uma comissão que cuidasse das embarcações.

A reportagem questionou alguns moradores do bairro Educandos e constatou que muitos populares realmente temiam conceder algum tipo de declaração sobre o assunto.

Flagrante de série de problemas

No último dia 20, o Batalhão Ambiental da Polícia Militar e fiscais do Instituto de Proteção Ambiental (Ipaam) apreenderam cerca de 70 mil litros de combustível (gasolina e diesel) armazenados de forma irregular numa das embarcações do porto do Educandos.

A apreensão ocorreu após pessoas denunciarem anonimamente o crime para os dois órgãos, afirma o titular da Gerência de Fiscalização do Ipaam, Hermógenes Rabelo. “Nós recebemos diversas denúncias contra essa prática nos portos da cidade. E  atendemos mais uma e nos deslocamos ao local, onde constatamos que as embarcações se encontravam com gasolina e diesel de forma irregular”, declarou Rabelo.

Além disto, o gerente também destaca que em uma das embarcações foram encontradas diversas botijas de gás irregulares, sem nenhum tipo de documentação e uma segunda embarcação foi encontrada sem  a  Licença de Operação  e  habilitação do condutor.

News portal1 ebdb60b0 2379 4a72 b3a4 78bbee97fcf7
Repórter do Caderno A do Jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.