Publicidade
Manaus
GREVE SUSPENSA

Rodoviários acatam ordem judicial e ônibus circulam normalmente nesta segunda (22)

Caso houvesse descumprimento, sindicato seria multado em até R$ 50 mil por hora de paralisação. Sindicalistas haviam publicado edital na última sexta-feira (19) prometendo greve geral na cidade 22/05/2017 às 10:26 - Atualizado em 22/05/2017 às 10:33
Show onibus
Ônibus circulavam normalmente na manhã desta segunda-feira (Foto: Winnetou Almeida)
Isabelle Valois Manaus (AM)

Os rodoviários de Manaus decidiram acatar a ordem judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 11º região e circulam com frota normal na manhã desta segunda-feira (22). Conforme a decisão, caso houvesse descumprimento, o Sindicato do Trabalhadores do Transporte Rodoviário de Manaus (STTRM), poderia ser multado em até R$ 50 mil por hora de paralisação.

Os sindicalistas haviam publicado um edital na última sexta-feira (19) e prometiam greve geral nesta segunda por conta de não terem tido êxito nas conciliações com os empresários.

A ordem veio da presidente do TRT da 11º região, a desembargadora Eleonora Saunier Gonçalves. Além de terem que manter a circulação da frota normal durante o dia de hoje, a desembargadora determinou que os sindicalistas devem-se manter distância de no mínimo 50 metros da entrada das garagens, sob pena de multa, no valor de R$ 50 mil por dia de turbação. Por fim, a magistrada determinou o uso de forças policiais para cumprir a liminar, caso houvesse necessidade.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Givancir Oliveira, eles aguardam pelo resultado da reunião que acontece na tarde desta segunda-feira, às 15h, com o prefeito de Manaus, o STTRM e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram). Após essa reunião, os rodoviários devem anunciar quais serão as providências a serem tomadas. "Caso seja necessário nós pararmos, nós iremos parar", disse.

Publicidade
Publicidade