Domingo, 26 de Maio de 2019
TRANSPORTE PÚBLICO

Rodoviários ameaçam realizar nova greve nos próximos dias em Manaus

Paralisação seria motivada pelo atraso de quatro dias no pagamento de motoristas e cobradores



_nibus_123_824164E4-E87F-4661-A0DA-544213426BFB.JPG
Foto: Arquivo AC
24/04/2019 às 13:00

O sistema de transporte público de Manaus pode passar por uma nova greve nos próximos dias. O motivo, conforme denunciado pelo vereador Jaildo dos Rodoviários (PCdoB), na manhã desta quarta-feira (24), na tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM), é em decorrência ao atraso de quatro dias no salário de motoristas e cobradores.

Na ocasião, o vereador ainda afirmou que os atrasos são recorrentes nos últimos três anos e que nas empresas Açaí e Global, a situação é ainda mais delicada, pois, também existe o atraso no pagamento de férias e a falta do plano de saúde da categoria há três meses.

“É incrível a coincidência das datas dos atrasos nas empresas. Sempre nos mesmos dias e com a mesma demora, parece até que tem um acordo entre eles. A situação é gravíssima, os motoristas e cobradores não agüentam mais estas condições. Eles procuram sempre ver o lado da sociedade, mas chega uma hora que não tem mais como suportar e a única saída é reivindicar melhorias por meio de greve”, pontuou Jaildo que ainda destaca a necessidade de uma cobrança maior por parte do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus.

“São três anos nesta situação e não vemos o sindicato agir. É preciso mais pulso para rever estes problemas”, afirmou o parlamentar.

A solução para o problema, na visão dele, é a criação de uma licitação por bloco ou por zona, nas regiões onde as empresas Açaí e Global (zonas Norte e Leste) atuam, onde as novas empresas assumiriam os atuais trabalhadores da categoria, o que também melhoraria a condição do sistema de transporte pública da cidade.

A reportagem procurou o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus e, por meio da assessoria de comunicação do local, foi confirmada a possibilidade de greve na cidade, ainda sem data definida, assim como todas as situações relatadas pelo vereador.

A assessoria também afirmou que as empresas “não respeitam as leis trabalhistas”, pois já existe um acordo realizado em janeiro deste ano no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) 11ª Região, para que não haja mais atrasos de pagamento à categoria.

News portal1 ebdb60b0 2379 4a72 b3a4 78bbee97fcf7
Repórter do Caderno A do Jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.