Publicidade
Manaus
GREVE

Rodoviários aprovam greve e paralisam 70% da frota na terça-feira (17)

Categoria reivindica 11% de reajuste salarial e cobra mais segurança dentro dos ônibus; Sinetram diz que ainda não foi notificado sobre a greve 12/01/2017 às 17:18 - Atualizado em 12/01/2017 às 17:59
Show sindicato
Sede dos Rodoviários Foto: Antônio Lima
Kelly Melo Manaus (AM)

Depois de duas rodadas de reuniões com os trabalhadores,  o Sindicato dos Rodoviários aprovou nesta quinta-feira (12) por unanimidade a greve da categoria, durante uma Assembleia Geral na sede dos Rodoviários, localizada na rua Belém, 119, no bairro Nossa Senhora das Graças, na Zona Centro-Sul de Manaus.

Com a aprovação de toda a categoria, na terça-feira (17) os rodoviários prometem cruzar os braços a partir das 4h30. Assim, 70%  da frota do transporte coletivo não vai rodar. 

Segundo o presidente do sindicato,  Givancir Oliveira,  os trabalhadores reivindicam 11% de reajuste salarial e cobram mais segurança  dentro dos ônibus.  "Ano passado o Sindicato recuou das manifestações por ser um período eleitoral.  Agora vamos retomar a luta e cobrar os nossos direitos",  explicou o presidente.   

O vice-presidente do sindicato, Josildo Oliveira, disse que a categoria é a única do País sem aumento salarial. "Tempo para resolver teve de sobra. Estamos há sete meses esperando e nada", acrescentou Josildo.

Ao ser questionado pelo Portal A Crítica sobre uma posição aos usuários do transporte coletivo de Manaus, o vice-presidente afirmou que a pergunta não seria ideal para o sindicato dos rodoviários. "Fomos eleitos para defender quem nos elegeu. Portanto iremos defender. É nossa obrigação", finalizou. 

O Sindicato das Empresas de Transporte de Manaus (Sinetram) disse que ainda não foi notificado sobre a greve. No entanto, o vice-presidente disse que nesta sexta-feira todos os órgãos serão informados através de comunicado oficial, inclusive a imprensa. 

Publicidade
Publicidade