Segunda-feira, 17 de Junho de 2019
Manaus

Rodoviários da empresa Vega suspendem paralisação das atividades

A paralisação, que durou 3 horas, foi suspensa às 14h desta sexta (19). A empresa afirmou em reunião que irá atender às reivindicações dos rodoviários



1.jpg Rodoviários da empresa Vega cruzaram os braços e paralizaram 70% da frota de ônibus por atraso no pagamento
19/09/2013 às 15:52

A paralisação dos rodoviários da empresa de transporte coletivo Vega chegou ao fim às 14h desta sexta (19). Os funcionários estavam com os braços cruzados desde às 11h da manhã, devido à ausência de acordo entre a classe e os responsáveis pela empresa, segundo o presidente do Sindicato dos Rodoviários do Amazonas, Givancir Oliveira.

De acordo com Givancir, a empresa Vega afirmou, em reunião na tarde desta sexta (19) realizada na sede da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), que irá atender às reivindicações dos funcionários, efetuando o pagamento das horas extras e de insalubridade cobrados pelos trabalhadores.

Ainda segundo o presidente, foi acordado na reunião que será feita uma perícia técnica com membros do sindicato da categoria e da Delegacia do Trabalho na sede da empresa, para verificar as condições de trabalho dispostas. Participaram do encontro, além do presidente do sindicato, o responsável pela empresa Vega, Marco Aurélio, e o vice-presidente da SMTU, Valdir Frazão.

Givancir ressaltou que a empresa reconheceu que precisava se adequar, atendendo às reivindicações dos rodoviários. Ele alegou ainda que isso não é bom apenas para a categoria, e sim para a população em geral, que não sofrerá mais com as consequências da paralisação.

Com a paralisação suspensa, Oliveira afirmou que os coletivos da empresa Vega voltaram a circular momentos após o acordo firmado.

** Com informações do repórter Florêncio Mesquita


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.