Publicidade
Manaus
Transporte coletivo

Rodoviários da São Pedro paralisam e prejudicam zonas Oeste e Centro-Oeste

Sinetram disse não ter sido informado das motivações para a paralisação na madrugada desta terça-feira (1°). Dos 128 ônibus da São Pedro, apenas 50 saíram da garagem 01/11/2016 às 09:22 - Atualizado em 01/11/2016 às 09:23
Show s o pedro
Representantes do Sinetram estão na São Pedro tentando descobrir as causas da paralisação. Foto: Divulgação
Rafael Seixas Manaus (AM)

Funcionários da empresa de transporte coletivo São Pedro, que atende as zonas Oeste e Centro-Oeste de Manaus, cruzaram os braços na madrugada desta terça-feira (1°). Segundo informações do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), colaboradores das empresas Açaí, Expresso Coroado e Via Verde chegaram a paralisar também, mas depois de algumas horas voltaram com suas atividades à normalidade.

Segundo a assessoria de imprensa do órgão, o Sinetram não foi informado sobre as reivindicações e muito menos sobre a paralisação realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus nas garagens das empresas citadas anteriormente. O Sinetram esclarece, ainda, que vai tomar providências judiciais quanto ao assunto.

Ainda de acordo com a assessoria, dos 128 ônibus da São Pedro apenas 50 saíram da garagem para atender a população. A informação extraoficial é que os colaboradores das empresas estão reivindicando o pagamento de horas extras que estariam atrasadas.

Para tentar amenizar os transtornos causados, o Sinetram está remanejando ônibus de outras empresas para atender a população das zonas Oeste e Centro-Oeste de Manaus. Na São Pedro operam 20 linhas, que transportam em média 40 mil usuários por dia.

A reportagem tentou entrar em contato com o presidente e vice do Sindicato dos Rodoviários, respectivamente Givanci e Josildo Oliveira, mas não obteve sucesso até o fechamento desta  matéria.

Publicidade
Publicidade