Quinta-feira, 18 de Julho de 2019
SEM DINHEIRO

Rodoviários de três empresas passam o Natal sem receber o 13º salário em Manaus

Sinetram afirmou que o pagamento, previsto para essa segunda-feira (24), não ocorreu devido ao expediente bancário reduzido na véspera de Natal



eucatur-manaus_0C7BB21E-02E9-4552-A65A-BD0951234F5A.jpg Foto: Jair Araújo/Arquivo AC
25/12/2018 às 15:59

Funcionários das empresas do transporte público de Manaus Vega, Eucatur e Global não receberam o 13º salário nessa segunda-feira (24) conforme havia sido combinado na última sexta-feira (21), após a Prefeitura se comprometer a repassar aos empresários o valor necessário para o pagamento.

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) afirmou que as três empresas, as únicas que descumpriram o acordo, não conseguiram depositar o 13º salário dos trabalhadores em tempo hábil por conta do expediente bancário reduzido nessa segunda-feira, véspera do feriado de Natal. “Porém, as empresas se comprometem em realizar o depósito até esta quarta-feira (26)”, declarou o Sinetram na nota.

Após os motoristas e cobradores paralisarem 100% da frota do transporte coletivo da capital na última sexta-feira, a Prefeitura anunciou que iria disponibilizar para as empresas o valor necessário ao pagamento do 13º da categoria. Com a medida, os rodoviários finalizaram a paralisação. Os cofres públicos terão que ser restituídos pelo Sinetram, mas o prazo para a medida ainda não foi divulgado.

A possibilidade de uma nova paralisação dos motoristas e cobradores por enquanto foi descartada pelo Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Rodoviário de Manaus (STTRM). Segundo a assessoria de imprensa do órgão sindical, os funcionários das empresas que não pagaram o 13º salário nessa segunda-feira devem trabalhar normalmente neste feriado de Natal aguardando a efetivação da promessa de pagamento nesta quarta-feira (26).

Auditoria no transporte público

O prefeito Arthur Neto também afirmou na sexta-feira que uma auditoria para fiscalizar o lucro das empresas que atuam no sistema de transporte coletivo de Manaus deve iniciar nesta quarta-feira.

“Vamos começar uma auditoria muito séria em cima do sistema para termos os números definidos e não os que são repassados pelas empresas. Queremos de qualquer maneira ter os dados do sistema para falar dos números sem falácias”, disse o líder do executivo municipal.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.