Publicidade
Manaus
Manaus

Rombo 'silencioso' de tampas de bueiros prejudica o orçamento público de Manaus

Prefeitura de Manaus substitui 25 tampas de bueiros roubadas a cada mês. Em 2012 esse tipo de crime deu um prejuízo de R$ 1,5 milhão aos cofres públicos 09/09/2014 às 10:10
Show 1
Ferro e aço usado nas tampas e grades de bueiros são alvo da bandidagem
Jéssica Vasconcelos ---

Caminhando pelas ruas e avenidas de Manaus é fácil encontrar bueiros sem tampa e oferecendo risco de acidentes à população. Na rua Custódio Correa, bairro Cidade Nova, Zona Norte o aposentado José Erimar Lima, 65, conta que o bueiro em frente à casa dele não possui tampa desde que ele se mudou para o local há 28 anos. São, ao menos, 25 tampas substituídas a cada mês pela prefeitura.

Segundo José Erimar, um motociclista se acidentou gravemente porque o bueiro estava sem tampa. Além disso, o lixo acumulado faz com que, em dias de chuva, a situação piore e a rua alague. Ainda segundo o aposentado, por várias vezes ele mesmo mandou colocar tampa e grade no bueiro para diminuir o risco de acidente. “Esse bueiro nunca recebeu manutenção do poder público, mas por ter netos sempre penso na segurança deles”, disse José Erimar.

Outro local que o bueiro permanece sem tampa há pelo menos três semanas é na passagem de nível do conjunto Santos Dumont, Zona Centro-Oeste, onde a segurança de pedestres e motoristas está em risco sem que nada seja feito.

De acordo com a Secretaria Municipal Infraestrutura (Seminf), o principal motivo de tantos bueiros abertos na cidade é o roubo frequente das tampas. Somente em 2012, aproximadamente três mil tampas foram roubadas em toda a cidade ocasionando um prejuízo de mais de R$ 1,5 milhão aos cofres da prefeitura, com a reposição.

A secretaria diz ainda que o ferro contido na estrutura das tampas e grades é utilizado pelos criminosos no comércio ilegal e os furtos acontecem, geralmente, no período noturno, quando o movimento nas ruas diminui. Além dos problemas para os pedestres e motoristas os bueiros sem tampa facilitam a entrada de lixo, causando entupimento e agravando alagamentos no período de chuvas.

De acordo com a secretaria vários modelos de tampas já foram utilizados, mas o vandalismo infelizmente prejudica o o serviço. “Quando as tampas são feitas de ferro, normalmente são roubadas e quando são feitas em concreto armado, elas são quebradas ou danificadas por veículos pesados estacionados”, explicou a assessoria.

Apesar da grande quantidade de roubos a Seminf não há nenhum tipo de investigação em andamento para identificar os ladrões, pois não é possível identificar os culpados.

Publicidade
Publicidade