Publicidade
Manaus
Congestionamento

Rompimento de adutora causa transtorno e engarrafamento na avenida Constantino Ney

Agentes do Manaustrans estão atuando na área para controlar o engarrafamento formado no sentido bairro-Centro 28/07/2016 às 11:02 - Atualizado em 28/07/2016 às 14:08
Rafael Seixas

Uma adutora da Manaus Ambiental rompeu novamente ao lado do Terminal 1, no Centro da capital amazonense. Na manhã desta quinta-feira (28), muitos usuários do transporte coletivo, condutores de veículos e vendedores das proximidades da área foram pegos de surpresa com o problema.

De acordo com a vendedora de salgados Maria Goret, 57, que trabalha no T1, não é a primeira vez que essa adutora estoura.

"Domingo passado tivemos esse mesmo problema e no mesmo local. Eles [técnicos da Manaus Ambiental] vieram aqui e fizeram o trabalho todo, mas quando foi ontem de noite estourou novamente. Não foi um trabalho bem executado. A poeira está atrapalhando nossas vendas", garantiu.

O gerente da empresa automotiva HC Pneus, Marco Nunes, 52, que fica ao lado do T1, também reclamou do transtorno causado novamente pelo rompimento da adutora.

"Temos muitos carros agendados, somos um grupo que atua no Brasil todo, mas infelizmente alguns carros das locadoras não poderam ser atendidos. Isso o que estão fazendo aqui é o que chamamos de retrabalho", opinou.

O pedreiro Victor Nunes, 26, relatou que o rompimento atrapalha toda a população da cidade e principalmente quem trabalha no Centro de Manaus, como é o caso dele.

"Estou tentando chegar ao trabalho, mas o engarrafamento está gigantesco. Não é a primeira vez que temos esse problema aqui. Espero que o meu chefe compreenda o motivo do meu atraso. Pagamos tão caro pelo serviço da Manaus Ambiental e ainda é de péssima qualidade", declarou.

Com a interdição da via, os carros que estão vindo pela Constantino Nery estão passando por dentro do T1 para chegar ao Centro.

Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) estão atuando na área para controlar o engarrafamento formado no local. A reportagem tentou falar com os técnicos da Manaus Ambiental, que disseram não estar autorizados a dar nenhum tipo de informação à imprensa.

Em nota, a empresa relatou que o vazamento ocorre na rede de distribuição de água de 45cm localizado na avenida. As equipes técnicas da concessionária estão no local realizando a manutenção corretiva do vazamento, com previsão para o término do serviço às 17h de hoje.

Centro sem água

Ainda segundo a nota, em decorrência desse vazamento os bairros Presidente Vargas, Aparecida e parte do Centro ficaram com o abastecimento interrompido. A previsão para normalização total do abastecimento ocorrerá no período da noite desta quinta-feira (28).

Publicidade
Publicidade