Publicidade
Manaus
transtornos

Ruas alagadas deixam moradores do bairro Riacho Doce 2 'ilhados'

Chuva forte da tarde de hoje causou problemas a moradores da Rua Conservatória, que dizem enfrentar problemas semelhantes há 11 anos 23/10/2016 às 16:29 - Atualizado em 23/10/2016 às 17:03
Paulo André Nunes Manaus (AM)

A forte chuva da tarde deste domingo deixou ruas alagadas e deu muita dor de cabeça para os moradores da cidade nessa véspera de aniversário de 347 anos de Manaus. 

Na rua Conservatória, antiga Ayrton Senna, no bairro Riacho Doce, Zona Norte, o forte temporal alagou a via, deixando os moradores ilhados dentro das suas casas e gerando preocupação em pessoas como a marítima e dona de casa Idalene Vieira. Ela mora em frente a um bueiro a céu aberto que alagou com a força da água oriunda da chuva e do igarapé que transbordou.

“Moro aqui há 11 anos e esse problema sempre existiu. A tubulação passa perto da minha casa e nos preocupa demais. Antes era até pior quando não existia a tubulação. Tivemos até que subir o piso da casa pois alagava dentro de casa. Não sabemos mais a quem recorrer”, disse ela, acostumada à água no seu trabalho e na casa onde mora.  “Quando começa a formar tempo a gente começa a orar. Quando venta nem tanto pois moramos em área baixa”, acrescenta ela.

Há pouco mais de um ano, segundo Idalene, uma criança caiu no igarapé, foi tragado pelo bueiro e por muito pouco não se afogou: ele foi resgatado a tempo. “O lixo vem com as águas e entope os bueiros, e ainda por cima tem o maior cheiro que exala desse local”, disse Roger Vasconcelos, namorado de Isis Walerry, sobrinha de Idalene e que mora ao lado da tia.

 

Publicidade
Publicidade