Publicidade
Manaus
ELEIÇÕES 2018

Começa campanha no AM: confira agenda de candidatos ao governo e o que é permitido

Enquanto o horário eleitoral na TV e rádio não inicia, candidatos ao governo começam a gastar a sola do sapato em busca de votos 18/08/2018 às 07:00 - Atualizado em 18/08/2018 às 09:00
Show governo 99f1944f 00ab 4f5e 9752 74e87d39b9c5
Arte: Heli/A Crítica
Larissa Cavalcante Manaus (AM)

Na disputa pelo comando do Estado, e de um orçamento anual estimado em R$ 16 bilhões, os sete candidatos  ao governo do Amazonas apostam em caminhadas, distribuição de material publicitário e adesivagem nos primeiros dias de campanha. Quem tem maior estrutura vai dividir o final de semana entre mobilizações de rua na capital e em municípios do interior do Estado. Quem não tem, restringe as ações a visitas a bairros e locais de grande aglomeração de pessoas em Manaus.

O atual ocupante do cargo, Amazonino Mendes (PDT), por exemplo, cumpriu agenda em Manaus nos dois primeiros dias de campanha. Na quinta-feira, participou de reunião com ex-prefeitos e ex-vereadores do interior. Hoje, Amazonino e a candidata a vice Rebecca Garcia (PP) participam de adesivagem e panfletagem em várias zonas da cidade. No domingo, o governador visita o interior do Estado e Rebecca segue na capital.

Uma das estratégias adotadas pelo candidato da Coligação “Amazonas com Segurança”, senador Omar Aziz (PSD) é colar no prefeito Artur Neto (PSDB). Na quinta-feira, antes de ir à Manacapuru para encontro de lideranças, o senador fez campanha em ruas da Zona Norte de Manaus e ontem participou de caminhada no Centro na companhia do prefeito Arthur Neto (PSDB).

No domingo, Omar tem agenda com reuniões  em Coari e no domingo os compromissos de campanha serão na capital. A assessoria de imprensa da Coligação informou que a chapa já vem realizando panfletagens e distribuição de propostas e neste final de semana inicia a adesivagem de veículos.

Só à noite

Já o candidato da chapa “Renova Amazonas”, David Almeida (PSB) escolheu desde o primeiro dia de campanha os municípios da região metropolitana de Manaus para reunir-se com lideranças do interior. Na quinta-feira, esteve em Manacapuru, ontem fez caminhada pela manhã no distrito de  Cacau Pirêra e na sede de Iranduba e à tarde na capital, no bairro Colônia Antônio Aleixo.

David, que tem o hábito de guardar os sábados por ser adventista, só tem compromisso de campanha à noite, reunião com profissionais da saúde e a agenda de domingo não foi divulgada até o fechamento da reportagem.

Ganhar terreno

O candidato ao governo da Coligação “Transformação por um Novo Amazonas”, Wilson Lima (PSC) e o candidato ao Senado Luiz  Castro (Rede) cumprem agenda no sábado nos municípios de Careiro Castanho e Autazes e no domingo os compromissos são em Manaquiri.

“A campanha da coligação é humilde e simples. Temos nos dividido para ganhar terreno seja na capital ou no interior porque não temos os mesmos recursos que os demais têm. Em alguns eventos o Wilson Lima tem me acompanhado e outros é com o Luiz Castro”, disse o candidato a vice na chapa, defensor Carlos Almeida (PRTB). Nesse final de final, ele cumpre agenda na capital.

Debates, sabatinas e entrevistas

O candidato do PSTU, o servidor público federal Sidney Cabral participou de entrevistas e sabatina durante os primeiros dias da campanha e não tem atividades  confirmadas para o fim de semana.

O candidato pelo PSOL, Nindberg Barbosa participou de debate promovido por economistas, entrevistas nos últimos dois dias e reuniões comunitárias na capital. A agenda de campanha do PSOL do final de semana não foi divulgada.

A Coligação “O povo feliz de novo”, registrada nos últimos minutos do prazo, que tem como candidata ao governo a ex-vereadora Lúcia Antony ainda não tem agenda de campanha formada. A assessoria de imprensa da chapa esclareceu que o final de semana será dedicado para reunião de planejamento geral da campanha com equipe de plano de governo.

Começou a campanha, veja o que é e não é permitido:  

É permitido a distribuição de folhetos, adesivos, santinhos e adesivagem em automóveis, caminhões, bicicletas e motocicletas. Fixar propagandas em outdoor, por exemplo, não é mais permitido.

O uso de equipamentos de som só será permitido das 8h às 22h, e devem estar longe de hospitais, escolas, bibliotecas públicas, igrejas e teatros. O uso de trios elétricos só é permitido em eventos como comícios.

O impulsionamento de publicações nas redes sociais, Facebook e o Instagram, é permitido desde que diretamente contratado pelos partidos, coligações ou candidatos. As publicações devem exibir a palavra “Patrocinado”.

Comprar palavras-chave para conseguir destaque nas páginas de buscadores, como o Google, é outra possibilidade permitida este ano.

Publicidade
Publicidade