Segunda-feira, 26 de Outubro de 2020
Um ano depois

'Sabemos que a justiça de Deus é certa', diz irmã de Flávio Rodrigues

Aline Rodrigues se emocionou junto aos familiares durante a missa de um ano da morte de de Flávio Rodrigues. Engenheiro foi encontrado morto após uma festa na casa de Alejandro Valeiko, filho da primeira-dama de Manaus, Elizabeth Valeiko



120532934_10224161807097433_7191807633324739701_o_4843797D-656B-49F6-BD32-BB3817B64781.jpg Foto: Maria Luiza Dacio
29/09/2020 às 21:26

“Queremos acreditar na justiça da terra. Sabemos que a justiça de Deus é certa, mas queremos que os responsáveis não fiquem impunes, como muitas que estão aí.” Foi o que disse Aline Rodrigues, na missa em memória de 1 ano do falecimento de seu irmão, Flávio Rodrigues, que aconteceu na igreja católica do coração imaculado de Maria, bairro morro da liberdade, zona sul de Manaus, na noite desta terça-feira (29).

A irmã de Flavio defendeu que a família ainda possui esperança na justiça. “Queremos acreditar que vai aparecer um juiz que seja imparcial, um juiz que faça o trabalho dele de juiz e que realmente o processo possa seguir os trâmites que todos os processos de um crime deveriam seguir. Que seja investigado, que ouçam as testemunhas e que sejam indiciados as pessoas que tiverem participação direta e indireta na morte do meu irmão e que aconteça logo o julgamento e que saibamos a verdade e que a justiça seja feita. Ele era uma pessoa honrada e digna”, lembrou.



“Ele merece essa justiça e nós merecemos para a gente ter paz. Desde que meu irmão morreu, nós perdemos nossa paz. Não tiraram só a vida do meu irmão, tiraram a paz de toda uma família”, disse Aline.

“Sentimos muita tristeza porque lembramos que há um anos atrás nesta hora, ele estava vivo, bem, com saúde e as 22:30 ele morreu vítima de um assassinato. Hoje, assim como amanhã será um dia muito difícil para nós. O dia 30, há um ano atrás foi um pesadelo para nossa família”, lamentou Aline.

O padre Elson Lima, que celebrou a missa alertou que o caso de Flávio mostra o quanto é difícil lutar contra o poder e os poderosos. “Que Deus possa iluminar a todos que lutam pela justiça de Flávio”, orou.

Sobre o caso

O engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, 42, foi morto a facadas e encontrado morto na manhã do dia 30 de setembro de 2019, em um terreno baldio do bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus. Segundo informações preliminares, ele foi assassinado no dia anterior. Investigações da polícia apontaram que o engenheiro havia sido visto, pela última vez, em uma festa na casa de Alejandro Valeiko, filho da primeira-dama de Manaus, Elizabeth Valeiko, em um condomínio de luxo no bairro Ponta Negra.

Maria Luiza Dacio
Repórter do Caderno A do Jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.