Publicidade
Manaus
Parceria

Samsung e Fucapi inauguram complexo de pesquisa em reúso de efluentes, em Manaus

A estação possui equipamentos de última geração, para tratamentos dos efluentes de origem química e biológica 06/10/2016 às 17:22 - Atualizado em 06/10/2016 às 17:25
Show samsung0222
Isa Assef (Fucapi) e Mr.Chong Keun Kim (Presidente Samsung Manaus). Foto: Divulgação
acritica.com Manaus

A Samsung Eletrônica da Amazônia inaugurou nesta quarta-feira (5), com foco no tripé ambiental, social e econômico, um modelo de referência para pesquisa de redução da pegada hídrica, melhoria do processo de tratamento de água e reaproveitamento de efluentes na indústria eletroeletrônica e na sociedade.

Esse projeto foi executado em parceria com a Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (FUCAPI), por meio do Centro de Soluções em Projetos Socioambientais, como parte da política de incentivos fiscais da Lei 8387/91 – Lei de Informática. A FUCAPI desenvolveu o projeto técnico-científico, sob coordenação do líder da área, o engenheiro agrícola Pedro Sosa.

“Este projeto objetiva pesquisar melhorias de processo do uso dos recursos hídricos, que tornem o setor eletroeletrônico competitivo, ambientalmente correto e socialmente justo, impactando na melhoria da sustentabilidade da indústria”, explicou o engenheiro.

Do outro lado da parceria, “a Samsung é uma empresa de grande porte, que já incorpora em sua filosofia de trabalho, em sua missão e em seus valores institucionais a prática de responsabilidade ambiental. A abordagem da empresa com a sustentabilidade motivou a realização dessa iniciativa em parceria com a FUCAPI”, afirma Ricardo Turenko, gerente de EHS da Samsung.

A estação de pesquisa detém equipamentos de última geração e funciona totalmente automatizada, com o uso de modernas tecnologias empregadas no mundo, no regime de três turnos e em 18 etapas, que tratam efluentes de origem química e biológica da fábrica de eletroeletrônicos em Manaus.

 Os efluentes tratados são destinados inicialmente para fins de irrigação dos jardins da fábrica, resfriamento do telhado da unidade fabril, para o Chiller (equipamento de resfriamento de água) e para o reúso em banheiros (vasos sanitários).A estrutura conta ainda com um Laboratório de Água e Efluentes Físico-Químicos,voltado para verificar a qualidade dos efluentes advindos de processos químicos e biológicos do parque fabril e tratado pela Estação.

No projeto, desenvolvido pela FUCAPI ao longo de dois anos, todas as linhas de pesquisa são aplicadas também para a difusão do conhecimento, pois a comunidade científica terá amplo acesso ao conhecimento gerado por meio de avaliação de artigos, dissertações e teses que validarão as informações da pesquisa, além de acesso à estação para avaliação de proposições do reúso dos efluentes tratados.

“Os resultados da pesquisa poderão também ser utilizados por outras indústrias do Pólo Industrial de Manaus e para outros ambientes, tais como o tratamento de água em grandes volumes”, informou Sosa, destacando que os conceitos poderão ser aplicados até em cidades de porte pequeno, tão comuns no Estado do Amazonas.

*Com informações da assessoria de imprensa.

Publicidade
Publicidade