Publicidade
Manaus
Manaus

Samu sairá do ar pela segunda vez nesta quinta-feira

O telefone 192 ficará sem funcionar entre 21h e 21h30. Quem precisar de atendimento deve ligar para os números 193 (Corpo de Bombeiros) e 190 (Polícia Militar)  28/03/2013 às 21:03
Show 1
Quem precisar utilizar os serviços de remoções das ambulâncias do SAMU, em casos de urgência, deve ligar para o número 190 (Policia) ou 193 (Bombeiros)
Ana Carolina Barbosa Manaus

O número 192 da central de atendimentos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) sairá do ar pela segunda vez nesta quinta-feira (28/03). A previsão é que fique sem funcionar entre 21h e 21h30, conforme informações da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom).

Em casos de necessidade do serviço, a população deve ligar para os números 193 (Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas) e 190 (Polícia), os quais se comunicarão com as equipes do Samu para a realização dos atendimentos.

Problema persiste

Pela manhã, entre 11h e 13h, o serviço do 192 também foi paralisado sob a justificativa de problemas na rede da operadora OI, que negou a responsabilidade sobre a manutenção da linha, atribuindo-a à Prefeitura de Manaus.

Contudo, a assessoria da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informou que, durante a tarde, uma equipe da OI fazia ajustes técnicos na rede da Central de Regulação do Samu, na Praça 14, Zona Centro-Sul de Manaus. O problema, que atingiu um cabo da rede de telefonia, persiste e, para resolvê-lo, será necessário que a linha fique fora do ar.

Segundo a diretora do Samu, Moíza Carneiro, durante a tarde, enquanto eram prestados atendimentos por telefone, as ligações estavam caindo com frequência. Após resetar o software, que estava sobrecarregado, a direção abriu um chamado na OI para a revisão da rede.

“Eles precisaram de duas horas à tarde para revisar o cabeamento nos sistemas interno e externo. No externo não havia problema e no interno, um cabo conector não estava bem posicionado. O problema foi resolvido e o atendimento normalizado, mas depois de um tempo voltou a dar erros no sistema da OI (externo). Agora pela noite eles (técnicos da OI) pediram 30 minutos para trocar a rede de telefonia (por uma nova paralela à existente)”.


Publicidade
Publicidade