Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
PRODUTOS ILEGAIS

Seap impede entrada de celular, drogas e estimulantes sexuais nos presídios

Três mulheres foram barradas na UPP com diversos materiais proibidos, como drogas, celular, cabo USB, durepóxi e cápsulas de estimulantes sexuais



unidade_prisional_do_puraquequara_1A17C5DD-CB82-4732-951D-3DF75F839110.JPG Foto: Divulgação
29/04/2019 às 08:16

Drogas, celulares e estimulantes sexuais. Esses foram alguns dos produtos ilegais que a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) apreendeu com visitantes que tentaram entrar nas unidades prisionais de Manaus neste fim de semana.

No total, 451 gramas de entorpecentes, supostamente maconha, deixaram de entrar no sistema penitenciário. Seis mulheres e um homem foram presos em flagrante e levados pela equipe da Coordenadoria do Sistema Prisional (Cosipe) da Seap ao Departamento Integrado de Polícia (DIP).

As maiores apreensões aconteceram na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP). No sábado (27/4), três mulheres foram barradas por agentes de ressocialização da unidade com diversos materiais proibidos, como drogas, celular, cabo USB, durepóxi e cápsulas de estimulantes sexuais. No Centro de Detenção Provisório de Manaus (CDPM 1), uma mulher tentou entrar com 104 gramas de entorpecentes.

No domingo, uma visitante foi descoberta com 146 gramas de drogas na UPP. Um homem e uma mulher tentaram burlar a segurança do CDPM 1, portando 190 gramas e 45 gramas de entorpecentes, respectivamente.

Todos os visitantes foram flagrados durante revista do equipamento de escaneamento corporal (bodyscan) com produtos escondidos nas partes íntimas. Entre as medidas administrativas adotadas pela Seap, está a suspensão ou o cancelamento do cadastro de visitas.

*Com informações da assessoria de imprensa da Seap. 

Receba Novidades

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.