Publicidade
Manaus
CARREIRA

Para ampliar possibilidades de emprego, profissionais buscam segunda graduação

Com o mercado bastante competitivo, trabalhadores já formados buscam novo diploma para buscar mais espaço e melhores oportunidades 17/12/2017 às 08:19
Show facul
Rebeca Mota Manaus (AM)

Os dilemas  do mercado de trabalho levam os profissionais a buscar alternativas para ampliarem seus conhecimentos e ter um diferencial no currículo. Então bate aquela dúvida: fazer outra graduação ou uma pós nessa altura do campeonato? 

O coordenador geral de EaD da Faculdade Claretiano, Evandro Ribeiro, explica que a escolha varia de acordo com a necessidade do aluno.

“Um curso de pós-graduação, como o próprio nome diz, complementará os estudos obtidos na graduação, porém com uma área determinada. Já a segunda graduação é indicada para aqueles que desejam ampliar sua área de atuação profissional”, explica. 

Para o professor, fazer uma segunda graduação é indicado para todos os profissionais, sem distinção de áreas. E as vantagens estão em ampliar a atuação profissional em outras áreas do conhecimento.

A Faculdade Claretiano oferece programas de segunda graduação com várias opções de cursos a distância que podem ser concluídos em até um ano. As opções disponíveis são o Bacharelado em Educação Física, a Formação Pedagógica para não Licenciados, a licenciatura em educação física em um ano, pedagogia para licenciados em um ano, a segunda licenciatura e ainda o portador de  títulos. 

O aluno também tem a facilidade de conseguir ingressar através de bolsas de estudos e do Prouni. E entre os cursos mais procurados na faculdade estão educação física, música, enfermagem, gastronomia, biblioteconomia e pedagogia. “Registramos um crescimento de 35% na demanda de novos alunos para realizar a segunda faculdade no ano de 2017”, revela Ribeiro.

Mais chances 
O coordenador ressalta que a faculdade oferece cursos com a metodologia de ensino a distância (EaD). Todo o conteúdo do curso fica na sala de aula virtual e pode ser acessado por computador, notebook ou até mesmo celular e tablet com acesso à Internet. 

“A segunda graduação pode ser uma alternativa para quem busca novas oportunidades profissionais ou ainda deseja adquirir outros conhecimentos”, diz. O ensino EaD permite mais flexibilidade para quem já trabalha e dispõe de pouco tempo.

Pós-graduação
Para quem já tem uma graduação e deseja aprimorar seus conhecimentos em uma área específica para ter um diferencial no currículo e aumentar as possibilidades profissionais, o Claretiano oferece diversas opções de pós-graduação. 
No total são 85 cursos divididos nas áreas de educação, humanas e artes, ciências sociais, negócios e direito, ciências, matemática e computação, saúde e bem-estar social e engenharia.
Não é preciso fazer o vestibular, apenas a inscrição no site claretiano.edu.br ou ir pessoalmente ao polo que fica anexo ao Instituto de Teologia, Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (Itepes),  na rua Travessa Maromba, bairro Chapada.  As parcelas dos cursos de pós-graduação são a partir de R$ 300. 

O polo de Manaus está recebendo inscrições para o vestibular que acontece no dia 20 de janeiro, às 15h. O edital com todas as informações sobre o processo seletivo está disponível no site da instituição: www.claretiano.edu.br e o candidato que fizer a inscrição usando dispositivos móveis, como por exemplo, smartphone ou tablet, está isento do pagamento da taxa. 
Os atendimentos são de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h e aos sábados, das 8h às 12h. O telefone do polo é (92) 3343-6773. 

Complementação
Formada em Direito, a estudante Lorena Furtado resolveu fazer a segunda graduação em jornalismo para complementar sua formação. “Em ambas as graduações, aprendi a buscar a verdade e trabalhar sempre de modo claro e objetivo, visando conquistar meus objetivos. Tanto no direito quanto no jornalismo, a liderança e a forma com que se dominam as informações fazem com que o operador possa traçar suas metas e concretizar todas elas, ou pelo menos a maioria. É dessa forma que utilizo os ensinamentos de ambas e tenho tido êxito em todos os trabalhos que faço no dia a dia”, conta ela. 
 

Lorena Furtado, 27 anos

Formada em direito resolveu a segunda graduação em jornalismo

“Sempre gostei de estudar e obter conhecimento. Senti que o Jornalismo complementava a minha vida por conta do trabalho com o público e da timidez no tratamento com as pessoas e para auxiliar na minha primeira graduação, pois no Direito, não só a oralidade como a escrita e a busca pela veracidade das informações devem ser bem executadas”.

Phaulla Oliveira, 26 anos 

Formada em Tecnologia em radiologia e resolveu cursar geologia

“Na área em que eu sou formada eu não tenho muita perspectiva de mercado. Com o curso de geologia eu posso ganhar entre R$ 10 a 15 mil. Já com o tecnólogo eu só vou ser remunerada com R$ 3 mil no máximo. Na época do vestibular eu coloquei a opção sem querer e hoje eu gosto muito do curso e tenho um projeto de carreira com essa segunda graduação”.

Raffael Maciel, 23 anos

Formado em enfermagem vai terminar o curso de educação física

“Desde criança sempre tive o sonho de ser bombeiro e me identifique com a área da saúde pelo fato de cuidar e salvar vidas. Então iniciei o curso de educação física pela a Ufam e depois ingressei no curso de enfermagem. Acredito que os dois cursos vão complementar um ao outro. Afinal, ambos os cursos são para promoção da saúde”.

Publicidade
Publicidade