Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
AJUDA

Segundo lote do Auxílio Aluguel é pago às famílias vítimas do incêndio em Educandos

Após o recebimento da primeira parcela, as pessoas precisam deixar os abrigos e fazer uso do valor doado sob pena de o benefício ser suspenso



vitimas-educandos_D8A3F118-9C7A-43D5-A5BB-17816023C8BC.JPG
Foto: Divulgação
18/01/2019 às 19:25

 

Noventa, das 106 famílias programadas para receberem a ordem de pagamento do segundo lote do Auxílio Aluguel, compareceram até às 15h desta sexta-feira (18) à Agência de Desenvolvimento Local (ADL/Cajual), no Morro da Liberdade, Zona Sul. No último dia 11, 546 famílias tinham recebido o pagamento relacionado ao primeiro lote do benefício. O pagamento do Auxílio Aluguel faz parte das ações executadas pela Prefeitura de Manaus, em atendimentos às famílias atingidas pelo incêndio em Educandos, desde o dia 17 de dezembro de 2018.

Conforme o cadastro realizado pelo município, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), 735 famílias vítimas do incêndio estão aptas a receber o benefício. Além da ordem de pagamento, quem esteve no Cajual teve acesso a cestas básicas, roupas, leite, fraldas, kit de limpeza e itens de higiene pessoal. Uma das pessoas beneficiadas foi a funcionária de serviços gerais, Tâmara Nascimento Porto, 21.

Mãe de três filhos, sendo um ainda em gestação, ela disse que, neste momento, ela e os filhos têm recebido muita ajuda e vêm sendo assistidos em suas principais necessidades.

De acordo com a vice-presidente do Fundo Manaus Solidária, Mônica Santaella, estava programada para esta sexta-feira a entrega de 106 ordens de pagamentos e mais o repasse do Auxílio Aluguel as 112  pessoas que não compareceram na semana passada, totalizando 218.

“São pessoas que foram cadastradas pela Prefeitura, por meio da Semasc e Defesa Civil, e que tiveram seus cadastros analisados e se tornaram aptas a receber o benefício. Também estamos fazendo doações da campanha #Manaus Solidária com doações de tudo aquilo que recebemos”, disse.

A vice-presidente esclareceu ainda que, após o recebimento da primeira parcela do Auxílio Aluguel, as pessoas precisam deixar os abrigos e fazer uso do valor doado sob pena de o benefício ser suspenso. “É importante dizer que a partir do momento que as famílias recebem o Auxílio aluguel, elas precisam deixar os abrigos e buscar um local para retomar suas vidas. Mesmo porque a segunda parcela do Auxílio aluguel só vai ser paga se essa família apresentar um comprovante de que ela está utilizando este recurso para pagar o aluguel”, esclareceu.

O Auxílio Aluguel é um benefício social, pago com recursos públicos do município, destinado às famílias que foram vítimas de alguma calamidade. O valor repassado é de R$ 300, pelo período de um ano, podendo ser prorrogado por mais seis meses, de acordo com a Lei Municipal nº 1.666, de 25 de abril de 2012. Atualmente, 824 famílias recebem o auxílio.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.